QUANDO A ESCOLHA É O SOFRIMENTO

  • 0

QUANDO A ESCOLHA É O SOFRIMENTO

O despertar da neurose hipnótica chegou! sofrimento

 

Quando a escolha é o Sofrimento

Vivemos num mundo ao contrário, por mais inconcebível que possa parecer, para muitos osofrimento sofrimento é uma forma de obter amor e atenção. E por isso, essas pessoas que são uma grande percentagem no mundo “moderno” se recusam a sair da posição de sofredores, por temerem perder aquilo que conquistaram.

Vamos tentar descodificar a razão…
Nas várias dimensões da realidade em que se encontra o Ser humano, a que mais indivíduos tem ancorado é o grupo dos instintivos. Os instintivos representam 90% dos sete mil milhões residentes deste planeta que chamamos terra. sofrimento

Os instintivos dividem-se em três grupos, embora o grupo primitivo seja actualmente um grupo muito pouco numeroso. Vivem em comunidades isoladas e de uma forma primária. Os seres desta classe movem-se pela sobrevivência, sem motivação criativa num mundo que não dominam.

Existe uma classe um pouco mais evoluída que se move pelo instinto, que ao contrário da classe primitiva representa sensivelmente 40% da totalidade dos residentes neste fantástico paraíso, no extremo da Via Láctea.

Nesta classe, o conservadorismo é o elemento que garante a sua própria estabilidade. Resistem á mudança de tal forma que despendem tudo quanto têm para que ela não se realize. São extremamente preconceituosos, edificam muralhas de protecção que os tornam prisioneiros de suas próprias protecções.  São seres muito dinâmicos e atingem muitas vezes poder e notoriedade, embora de horizontes bem reduzidos. São burocratas vinculados a normas que obedecem cegamente. Sem flexibilidade, de compreensão muito limitada, usam tabelas e bitolas para tudo, boicotando tanto o seu crescimento como a criatividade de quem os rodeia. Nesta classe encontra-se a maioria dos funcionários públicos e homens e mulheres de poder. sofrimento

Existe uma classe mais avançada de instintivos, que se pautam pela competitividade e egocentrismo, é a maior classe; mais de três mil milhões. Sempre focados no poder, e no domínio através da posse, para compensar os medos exacerbados. É a classe que dominou nas últimas décadas do consumismo.

Todos estes seres vivem na horizontal, usam alta tecnologia: TM. 3G. Internet, GPS, e portam-se como homens pré-históricos, agarrados ao que parece.
É aqui que agindo por instinto criamos nosso próprio sofrimento.

O mundo já mudou! E mudou para todos! A Maré quando sobe, sobe para todos os barcos!
O homem é um ser criador. Possui uma mente criativa, viver como feras, por instinto, reduz-nos á idade da pedra, é hora de despertarmos desta neurose hipnótica, em que nos encontramos mergulhados.
António Shiva.

 

sofrimento

 


Leave a Reply

Sim, é possivel criar uma vida nova!!!