A ILUSÃO

  • 0

A ILUSÃO

 

A ilusão

 

Estava mesmo pronta para me queixar, quando abri a caixa de correio e tinha lá um e-mail que dizia:

Quando dizes…. Deus diz

Aquilo fez-me reflectir: se Deus diz o que eu digo, então não vou dizer o que sinto, vou dizer o que quero sentir. Não queria imaginar Deus (o poder, o MEU Poder) a se queixar ou lamentar!

De seguida encontrei online uma amiga minha, e ela perguntou-me:

– Como estás?

E eu respondi:

– Estou a aplicar a Aceitação!

E enquanto lhe escrevia tentando explicar o que sentia, dei-me conta de que não estava a sentir o que pensava!

Naquele momento, e após ter recebido aquele alerta, escolhi que não ia dizer o que sentia. Então enquanto procurava dizer o que queria sentir, observei-me, e senti realmente, que estava bem. Apenas os meus pensamentos eram maus, e eu tinha -me confundido com eles.

Eu tinha escolhido alimentar esses pensamentos, não de uma forma consciente, mas como que em hipnose, fiz o que sempre fazia – fartava-me de estar bem e procurava algo para me fazer sentir mal. A procura da atenção – que forma estranha de existir: precisar de atenção e ainda por cima ficar mal para o conseguir…realmente quando era pequena era isso que acontecia – quando estava mal (doente), era quando tinha mais atenção, então estava sempre doente.

Na adolescência continuei esse processo, mas era mais em forma de queixa, pois assim tinha sempre alguém á minha volta a passar-me a mão pelo pêlo, e a dizer-me : – Pois é, coitadinha de ti…

Que forma estranha de existir…

Mas foi a forma que encontrei de chamar a atenção; eu confundia atenção com Amor…

Então Agora, quando escolhi que não me ia lamentar, queixar, e tentava lhe explicar o que se passava, parei. Parei e senti. E senti que estava bem! Foi tão importante para mim, foi um alívio até, e senti-me grata por tê-la encontrado e poder exteriorizar tudo isto, partilhando esta descoberta! E o mais interessante foi que ela também se identificou com o que eu sentia!

Mais uma prova do Milagre da Partilha, pensei eu!

Realmente vivemos numa ilusão criada por nós mesmos, quando alimentamos pensamentos doentes, que foram gravados á muito tempo na nossa mente, e nos aparecem como padrões, despertados por certas situações. É como que se a minha mente fosse um relógio, que tivesse sido programado para despertar todas as Quintas-feiras às 6h; assim, esse padrão lá gravado é despertado com certas situações. E como que em hipnose, tudo salta cá para fora, e agimos dessa mesma forma, até nos consciencializarmos dela e procurarmos mudá-la!

Afinal, basta sentir.

Sentir o meu coração.

 

Obrigado pela oportunidade de me experienciar, Obrigado!

Nota: o que é aqui escrito é a minha experiência. O que se pretende aqui é dar a conhecer experiências do dia-a-dia, que poderão ser úteis a quem se identificar com elas. Isto não invalida o facto de que a verdade está em constante alteração, assim como também a nossa consciência, que com as nossas experiências vai evoluindo.

Não se esqueçam: A única coisa que temos como garantia, nesta vida, é a Mudança!

Composto e Postado por:

Elisabete Milheiro

Metamorfose Real 


Leave a Reply

Sim, é possivel criar uma vida nova!!!