A Nova Medicina Alemã

  • 2

A Nova Medicina Alemã

A Nova Medicina Alemã Em 18 de Agosto de 1978, o Dr. Ryke Geerd Hamer, médico, na clínica oncológica, da Universidade de Munique, Alemanha, recebeu a notícia chocante de que o seu filho Dirk, foi atingido por um tiro. Dirk morreu alguns meses depois em 7 de Dezembro de 1978. Pouco depois da morte de Dirk foi diagnosticado cancro nos testiculares ao Dr. Harmer. Como ele nunca tinha estado gravemente doente, ele admitiu que o seu surgimento poderia estar relacionado com a perda fatídica do filho. A perca do filho e sua experiência com o cancro conduziu o Dr. Hamer a pesquisar a história pessoal dos seus pacientes de cancro. Ele rapidamente verificou que, como ele, todos tinham passado por algum incidente altamente stressante antecedente ao progresso do cancro. A observação de uma relação mente corpo não foi de forma alguma surpresa. Existem Imensos estudos que mostram, que o cancro e outras doenças são com frequência antecedidos por um acontecimento traumático. Mas o Dr. Hamer levou a sua pesquisa mais além. Seguindo a hipótese de que todos os eventos corporais são controlados através do  cérebro, ele analisou os TAC do cérebro dos doentes e os confrontou com os seus arquivos médicos. O Dr. Hamer descobriu que cada doença (não somente o cancro) é comandada de uma área própria no cérebro, aliado a um "choque emocional" muito específico e identificável. O resultado desta pesquisa é um gráfico científico que ilustra o relacionamento biológico entre a psique e o cérebro, em relação com os órgãos e tecidos do todo o corpo humano. O Dr. Hamer chamou às suas conclusões de: "As Cinco Leis Biológicas da Nova Medicina", porque estas leis biológicas, que são adaptáveis no caso de qualquer doente, dão um conhecimento totalmente novo da causa, do progresso e do processo natural da recuperação da doença. Em resposta ao número crescente de adulterações de suas descobertas e para preservar a integridade e a autenticidade do seu trabalho científico, o Dr. Hamer protegeu legalmente o material de sua pesquisa, sob o nome de Nova Medicina Alemã (NMA). O termo "Nova Medicina" não poderia ter os seus direitos autorais protegidos internacionalmente. Em 1981, o Dr. Hamer apresentou as duas descobertas à Faculdade Médica da Universidade de Tübingen, como uma tese de pós-doutorado. Mas até hoje, a Universidade se recusou a testar a pesquisa do Dr. Hamer, apesar de sua obrigação legal em o fazer. Este é um caso sem antecedentes na história das universidades. De forma idêntica, a medicina instituída se recusa a admitir as suas descobertas, apesar de 30 confirmações científicas, tanto por médicos independentes, como por associações profissionais. De imediato ao Dr. Hamer ter apresentado a sua tese, foi confrontado com o renunciar às suas descobertas ou ser-lhe negada a renovação do seu contrato, na Clínica da Universidade. Em 1986, embora o seu trabalho científico nunca tivesse sido contestado, muito menos desaprovado, o Dr. Hamer foi defraudado da sua licença médica, pelo facto de se recusar a aceitar os princípios da medicina estabelecida. Entretanto, ele estava determinado a continuar o seu trabalho. Em 1987, ele tinha desenvolvido suas descobertas para praticamente cada doença conhecida em medicina. Ao longo dos últimos 25 anos o Dr. Hamer foi perseguido e atormentado, principalmente pelas autoridades Alemãs e Francesas. Desde 1997, o Dr. Hamer viveu no exílio, e em 09 de Setembro de 2004, foi preso em sua casa em Espanha. Em sequência de uma ordem de extradição Europeia, tendo com resultado a extradição para França, onde esteve detido na prisão de Fleury-Mérogis. Condenado a 3 anos por: “Fraude e cumplicidade na pratica ilegal da medicina”. O Dr. Hamer foi libertado da prisão injustificada em Fevereiro de 2006. Em Março de 2007, foi forçado a abandonar o exílio em Espanha. Agora reside em Sandefjord, na Noruega. António Shiva Continuação próximos artigos.


2 Comments

Vanessa Monteiro

Janeiro 21, 2011at 3:17 pm

Amigos visitei o vosso site e nasceu em mim a esperança que poderei ter uma solução para a minha vida. Estou a passar por uma situação difícil Tenho 40 anos dois filhos e um marido ausente os filhos saem com os amigos, o meu marido é um hospede que entra e sai deixando o sustento da casa. Sinto-me cada vez mais infeliz e inútil, abdiquei de minha carreira para criar e educar os meus filhos na esperança de manter uma família unida e hoje vivo na maior frustração, o meu curso superior de nada serve não me sinto em condições de enfrentar o mercado de trabalho neste momento já não passo sem os calmantes para dormir, estou a engordar e sinto que entrei num beco sem saída. por favor de-me uma luz o que posso fazer?

    Elisabete Milheiro

    Janeiro 21, 2011at 4:27 pm

    Olá Vanessa,
    Com certeza que a sua situação tem solução. Fez muito bem em procurar ajuda, e com certeza que terá um feed-back da nossa parte.
    Posso desde já dar-lhe o meu testemunho.
    A minha vida estava completamente desgovernada; tinha 25 anos, dependente dos pais, namorado e amigos, tomava calmantes para conseguir dormir e enfrentar os episódios de pânico e ansiedade que já se tornavam parte do meu dia-a-dia. Também havia tirado um curso, o qual tinha medo de exercer, pois não me sentia minimamente preparada e apta para o fazer.
    Tinha tantos medos que só queria estar em casa. Era o meu refúgio.
    Cansada, farta e desesperada com esta situação, Graças a Deus tomei o passo de pedir ajuda, e de seguir as sugestões que me foram dadas.
    A minha vida mudou, mudou muito, pois Eu mudei muito!
    Você Pode, Você é Capaz! Existe a Solução perfeita para todo e qualquer Problema!
    Parabéns pela Sua coragem Vanessa!

    Brevemente terá um feed-back.

    Obrigado!

Leave a Reply

Sim, é possivel criar uma vida nova!!!