Category Archives: Desenvolvimento Transformação Pessoal

  • 0
comparação

As armadilhas da competição e da comparação

Uma das fitas que mais toca dentro de nós é a da comparação. Desde que fomos apresentados ao público, começámos a ser comparados: “Parece-se com o pai”. “É igualzinha à mãe. Os pontos mais comuns de comparação são estes:

  • Aparência
  • Inteligência
  • Comportamento
  • Realizações.

Naturalmente há sempre alguém mais bonito, mais esperto, mais bem comportado e mais eficiente do que nós.

Os nossos pais ou professores não deixam de os mencionar.

“Porque não podes ser como ele?”

“Porque não sais tão bem como o teu irmão?”

“Se penteares o cabelo para baixo, as pessoas não vão notar que tens a testa grande. Ficarás mais apresentável”.

Assim fomos ensinados a comparar-nos com os outros.

E quanto a isto, todos os especialistas estão de acordo: a comparação é a morte da verdadeira auto estima. A armadilha da competição é um pouco diferente.

Tanto dentro como fora da escola somos instigados contra os outros. Competimos por notas, por sobressair nos desportos, por popularidade, por participar dos grupos que estão na moda”. Infelizmente os resultados destas lutas e competições precoces deixam cicatrizes duradouras em muitos de nós. Ainda assim, continuamos a competir pela vida afora. Mais tarde, apenas se mudam os símbolos do status.

Ainda ficamos deslumbrados com a visão e os sons do esplendor. Dentro de nós, o monstro da inveja queixa-se:

“Se eu me parecesse com…

Se eu soubesse dizer coisas tão inteligentes…

Se eu tivesse uma casa dessas…

Se eu ganhasse tanto dinheiro…”.

Mas nem chegamos perto dos “ses” e, afinal, no jogo da competição, todos perdem.

Retirado do livro- “Felicidade: um trabalho interior” de Jonh Powell, sj

Fonte: http://stress.solucaoperfeita.com/armadilhas-da-competicao-e-da-comparacao/


  • 0

A felicidade é uma condição natural

A felicidade é uma condição natural

 

Gostaria de começar com uma hipótese que o leitor terá de a examinar com cuidado. Talvez discorde. De qualquer modo, defendo, nestas páginas, que a condição natural do ser humano é ser feliz. Tenho, a certeza de que todos nós fomos criados por Deus para sermos felizes, neste mundo e também no outro, eternamente. A lógica, para mim, é a seguinte: se uma pessoa está sempre infeliz, alguma coisa está mal. Alguma coisa falta. Claro que não é por nossa culpa ou por nossa escolha. Ainda assim, continuo a pensar, que alguma coisa falta. Vou pedir-lhe que seja paciente comigo enquanto tento explicar a minha hipótese nas páginas seguintes.

 

O desejo inato ou uma história de frustração

Desejo ou frustração?

 

Acredito que todos nos sentimos um desejo persistente e inato: queremos ser felizes! No entanto, infelizmente, fomos frustrados neste desejo algumas vezes. Os nossos, sonhos de felicidade não se concretizaram. Como eu, também o leitor se lembra das ocasiões em que criou, expectativas apenas para as ver dar em nada. Quando crianças, por exemplo, sonhámos com uma bicicleta à nossa espera na árvore de Natal e imaginámos que a vida seria sempre maravilhosa depois disso. Ate que numa manhã de Natal, lá estava a bicicleta, nova e reluzente, ao pé da árvore. Ficámos em êxtase. Mas com o passar dos dias, a pintura começou a descascar, o guiador entortou-se e o eixo começou a ranger. O sonho acabou lentamente, quase sem dor. Mas, então, já tínhamos começado a sonhar outros sonhos. Um a um, todos pareciam ter a duração de um meteoro e depois morriam. A nossa esperança de alcançar uma felicidade duradora acabou por perder-se ao longo do caminho.

 

Expectativa e felicidade

 

É lógico que as expectativas têm muito a ver com a nossa felicidade. Esta é uma das lições de vida mais difíceis de aprender. Na medida, que esperamos que a nossa felicidade venha de coisas externas ou de outras pessoas, os nossos sonhos estarão condenados à morte. A verdadeira fórmula é esta: F = TI.

A felicidade é um trabalho interior. Muitos de nós somos românticos incuráveis. E, o que é uma pena, a esperança romântica não morre facilmente. Continuamos à sonhar sonhos irreais. Mitificamos a realidade com expectativas coloridas. Construímos castelos no ar. É como se a vida e a felicidade fossem o segredo de um cofre. Quando descobrimos a combinação correta, tudo está resolvido. Mas a frustração estará sempre presente enquanto pusermos a nossa felicidade nas coisas externas e nas mãos de outras pessoas. Há alguns anos, um advogado especialista em divórcios afirmou qua a maioria das separações deve se a expectativas românticas. João imagina que estar casado com Maria vai ser o paraíso na terra. Chama-lhe «Querida», «meu amor», e canta -lhe, canções de amor. Ela é a mulher dos seus sonhos. Mas logo que os sinos do casamento param de tocar, surge a verdade: ela tem um génio difícil, aumenta de peso, deixa a comida queimar, põe rolos no cabelo, às vezes tem mau hálito e odores desagradáveis no corpo. João começa a interrogar-se silenciosamente:’ como é que entrou numa situação como esta? Também começa a pensar que Maria o enganou. Ele investiu toda a sua felicidade nesse relacionamento e aparentemente perdeu.

Por outro lado, antes do casamento, o coração de Maria bate mais forte todas as vezes que pensa no João. Vai ser tão maravilhoso estar casada com ele! Mais tarde, serão três no paraíso: João, ela e o filho que virá. Mas entretanto, começam a cinza dos cigarros, o vício dos programas desportivos da TV, as roupas espalhadas pela casa, o dentífrico sem tampa,  a maçaneta da porta que ele  prometeu consertar e ainda está quebrada, pequenas mas dolorosas negligências. Como história, o seu príncipe encantado transforma-se num sapo. Maria chora muito e procura um terapeuta de casais. João seduziu a, prometendo-lhe um mar de rosas; mas, depois do casamento, ela vive um verdadeiro inferno.

Cinquenta por cento dos casamentos termina em divórcio. Sessenta e cinco pôr cento dos segundos casamentos termina da mesma maneira traumática. Há sempre desilusão quando esperamos que a nossa felicidade venha de alguém ou de alguma coisa. Estas expectativas são como um piquenique terminando à chuva. Não existe paraíso, nem uma pessoa perfeita para nós. No início do dia, as expectativas parecem-nos deslumbrantes, mas são logo engolidas pela escuridão e deceção da noite. O nosso erro começa quando esperamos que outras pessoas e coisas externas assumam responsabilizar-se pela nossa felicidade. Vi, em tempos, uma gravura, em que uma mulher enorme, ao lado de um marido minúsculo, exigia: “Faz-me Feliz!”. Era uma caricatura, feita para provocar o riso. Era uma distorção da realidade, e por isso, engraçada.

Na verdade, ninguém pode fazer-nos felizes ou infelizes.

 do livro- “Felicidade: um trabalho interior” de Jonh Powell, sj

Fonte: http://stress.solucaoperfeita.com/felicidade-e-uma-condicao-natural/


  • 0
aguaequilibrio

Obstáculos ou Oportunidades?

Tags : 

Obstáculos ou Oportunidades?

Obstáculos ou Oportunidades?

Quando queremos vemos oportunidades, quando não queremos vemos obstáculos

Tudo o que possamos dizer para justificar a nossa inacção não passa de desculpas.

Podemos analisá-lo através das experiências que tivemos ao longo da nossa vida.

Cada um de nós passou por situações em que, tendo decidido, interiormente, que faria dada coisa, não deixou que nada se interpusesse no seu caminho, para alcançar o seu objectivo. E também temos situações em que dissemos que queríamos muito fazer tal coisa mas isso nunca passou do “queria muito”.

E qual foi a diferença entre essas duas situações? Porque é que na primeira conseguimos atingir o nosso objectivo e na segunda não?

É simples, na primeira nós queríamos.

Nem precisámos de grande esforço, foi até um desafio que nos deu “gozo”. A nossa decisão interior foi forte e ficou marcada na tela dos desejos do Universo, e foi fervorosamente posta em prática!

Pelo contrário, na segunda, não houve sequer uma decisão interior.

Vacilámos entre a dúvida, a preocupação, a indecisão. Focámo-nos nos entraves, nos obstáculos, etc.

Por outras palavras, não o queríamos realmente fazer!

Muitas vezes andamos atrás daquilo que não queremos.

Ou porque queremos mostrar aos outros que somos capazes, para que gostem de nós.

Ou porque queremos provar a nós mesmos de que não somos capazes, para de alguma forma justificar a inércia, e então arranjamos metas, objectivos, que não queremos na realidade alcançar.

É como que um certo hábito que criámos, uma resposta espontânea.

Mas seja qual for a razão, só precisamos ter consciência disso – que não o fizemos porque verdadeiramente não o quisemos – para que esse facto mude.

De nada adianta nos lamentarmos, ocupando espaço e tempo que pode ser usado para concretizar algo que realmente queremos. 

Elisabete Milheiro


  • 0

STRESS O TERRÍVEL – MITO OU REALIDADE?

Tags : 

STRESS

STRESS O TERRÍVEL MITO OU REALIDADE?

 

O Mito do Stress, é o terrível flagelo do homem moderno. Por via dele contraem-se doenças que matam diariamente milhares de pessoas segundo dados da Organização Mundial de Saúde (OMS) somente as doenças cardiovasculares em que se acusa o terrível stress pela causa principal, da doença, matando diariamente mais de 47 mil pessoas em todo o mundo. A mesma fonte prevê um aumento de 30% nos próximos 15 anos.

REALIDADE OU FICÇÃO?

Este artigo tem como objetivo mostrar como esta “realidade” descrita pela (OMS) é alterável e o “TERRÍVEL” se torna a fonte de energia que o homem carece para viver uma vida de qualidade. Mas antes de explicar de uma forma simples como transformar o “Stress” em PODER criativo, é indispensável recuar na história da humanidade para mais facilmente perceber a realidade em que está inserido. Abrindo a porta que o conduz à liberdade.

Por favor não procure entender…. Se pretende a liberdade de criar a sua realidade, fora dos parâmetros preconcebidos, que o mantêm preso, na roda como hámster que corre freneticamente sem sair do mesmo lugar. Não pretenda entender…. O mais que consegue é não entender nada, Ou pior.

Apesar da humanidade atravessar um crescimento tecnológico brutal, a nível evolutivo encontra-se na idade da pedra. Essa é a principal razão para não tentar perceber.

Agora chega de recomendações e recuemos até a pré-história, e tentar perceber como o homem da altura via o fogo antes de o domesticar e torná-lo na PODEROSA energia que mudou a humanidade e reinou até a era da eletricidade.

Algumas teorias de como os nossos antepassados mais primitivos, viam o fogo contam que era visto como algo terrível, que vinha do céu como castigo destruindo tudo que estivesse ao seu alcance, logo que um raio caísse sobre uma árvore morta ou um ramo seco, espalhado a destruição e imolando quantos encontrasse em seu caminho, durante milhares de gerações. Durante milénios o fogo não foi visto como «uma coisa» útil; em vez disso seria visto como «uma coisa» Divina, que possivelmente adoravam principalmente quando o tentaram agarrar e queimaram os dedos.

Nas noites frias de inverno, a escuridão era um grande inimigo. Sem a lua cheia, a noite cobria-se de trevas, que além de assustadora, era perigosa. Ferozes predadores poderiam atacar facilmente enquanto dormíam. As baixas temperaturas era também um poderoso inimigo. Os nossos antepassados não tiveram vida fácil.

Até que um dia um génio cabeludo, que preambulava exausto após fuga encetada para se proteger do fogo que tudo arrasava, contempla o resto de um pedaço de arbusto que ainda arde e descobre algo que modificou complemente o rumo da evolução Humana: o fogo. Descobre que ao pegar na ponta que não arde ele não se queima, dando inicio ao domínio dessa entidade.

Assim levou-o para a gruta proporcionando para si e para sua tribo o aquecimento central. Com o domínio do fogo foi possível se aquecer, proteger-se dos predadores e ainda cozinhar os alimentos.


O GRANDE SALTO

Este salto trás os nossos antepassados uma nova dimensão da realidade; despertando o poder divino, como sendo as únicas criaturas do planeta que conseguiram usar a seu favor um fenómeno natural, ajudando-os a vencer as dificuldades diárias.

A descoberta do fogo agiu diretamente sobre a forma de pensar de nossos antepassados. Dando origem a uma nova consciência.

Da mesma forma que nossos antepassados criaram um parecer terrível do fogo, pelas experiencias negativas experimentadas inicialmente, e durante milhares de anos lutaram pela sobrevivência, competindo com feras e predadores. Assim hoje o homem moderno envolto em tecnologia de ponta, morando confortáveis habitações, usando os mais sofisticados meios de comunicação, fabrica ansiedade e depressão, cultiva a dor resiste ao fluxo natural da vida e declara-se stressado, porque é escravo dum paradigma.

STRESS é a energia criada pela resistência a uma situação ou acontecimento, através de conceitos pré-concebidos, que mantêm o homem “moderno” na dependência da normose.

Solução = Transformar cada situação quotidiana em energia, e a energia naquilo que cada um deseja.

Será explicado de uma forma simples, nos próximos textos sobre o stress.

 

PS: Se o que está a fazer não resulta, o que pode perder em fazer de forma diferente?

António Shiva

antonio@solucaoperfeita.com

 

Fonte: http://stress.solucaoperfeita.com/stress-o-terrivel-mito-ou-realidade/


  • 0

O Ponto de Viragem

Tags : 

O Ponto de Viragem

Esta é a Hora Certa!

Todos os dias recebemos pedidos de ajuda, de pessoas cujas vidas já não fazem sentido e não encontram uma saída. Tomo a liberdade de partilhar aqui a resposta a um desses pedidos de ajuda, com o intuito de que a mensagem possa ser passada a quantas mais pessoas cujas vidas tenham chegado ao mesmo ponto – o ponto de viragem. O Nome é fictício, todos os dados que recebemos são tratados com toda a confidencialidade, a não ser que seja da vontade da pessoa que a divulguemos.

liberdade

Pedido de Ajuda:

“Tenho 19 anos, e na minha cabeça sinto muita magoa, porque meus pais me deixaram com 3 anos com minha avó e isso eu senti muito e varias coisas mais na escola e tudo mais, só tenho vontade de chorar e não sinto vontade de fazer nada, estou me tratando com psiquiatra mas ele so me receita sertralina e isso eu já tomo ha 3 anos, não aguento mais tudo isso”.

Resposta:

Bom dia João,

Antes de mais quero manifestar a minha Gratidão pela confiança depositada e pela honestidade com que expõe o seu problema.

Confesso que levei algum tempo a reflectir sobre como lhe iria responder. Pois sei que é muito jovem, e queria conseguir lhe passar a mensagem que escrevo aqui. Também sei que apesar de muito jovem, nada acontece por acaso, e se chegou o seu pedido de ajuda até mim, é porque está preparado para receber o que tenho para lhe dizer.

Peço que oiça com toda a atenção, numa postura de abertura, a minha intenção é ajudá-lo, pois eu também passei pelo que o João está a passar neste momento.

João, vou partilhar um pouco da minha experiência consigo.

depressão

Também eu cheguei a um beco sem saída na minha vida. Tinha 25 anos e nada fazia sentido para mim, tinha ataques de pânico constantemente, vivia aterrorizada pelo medo de sentir medo, não conseguia fazer nada sozinha, no principio não queria sair de casa, pois só de pensar nisso já ficava aterrorizada a pensar em todos os perigos que me esperavam a partir do momento em que pusesse o pé fora de casa, e no fim já nem conseguia estar em casa sozinha, porque o medo tinha ganho tanto espaço que me anulou completamente.

Tomava benzodiazepinas – o que chamam de calmante ou ansiolítico, pois drogada não sentia tanto a vida e não sentia tanto o sufoco em que vivia, mas isso não resolvia os meus problemas, apenas me mantinha drogada e alheia ainda mais á vida. Culpava tudo e todos pela minha situação, exigia que tomassem conta de mim, controlava toda a gente para que pudesse me movimentar sentindo que tinha as coisas sob controle, e quando algo saia do meu controle, entrava em pânico…

Culpava os meus pais porque eles não me davam o amor que eu tanto clamava e esperava. Culpava-os igualmente por me terem superprotegido, não me deixando viver a vida que eu desejava – no fundo apenas queria retirar a responsabilidade das minhas costas, pois analisando o meu passado, eu sempre fiz tudo aquilo que realmente quis.

Sempre me lembro de pensar no suicídio, desde muito jovem, teria pouco mais de 15 anos, quando comecei planeando e me informando sobre como seria a melhor forma de o fazer. Nunca tentei sequer, porque no fundo o que eu queria era chamar a atenção, era um grito de socorro, pedindo que olhassem para mim e me amassem…Eu não suportava que os meus pais não me dessem o amor que eu achava que tanto precisava…Mas eu não queria morrer, eu apenas não queria mais a vida que tinha…

Enfim, digo que não foi nada fácil, não sei como suportei “sobreviver” assim ainda durante cerca de 4 anos, em que os sintomas progrediam a cada dia mais… Andei em psicólogos, cheguei a ir á psiquiatria pois me haviam diagnosticado a doença bipolar, mas graças a Deus não fiquei lá, ou teriam me sedado tirando-me ainda o pouco de sanidade que tinha…

Mas foi o meu trajecto. Todo esse sofrimento apenas me queria mostrar uma situação – eu resistia a viver, a crescer, a evoluir. A vida mostrava-me que tinha de dar o passo em frente, mas eu queria continuar a controlar tudo, a que as coisas fossem feitas da minha maneira, eu queria ser o centro do mundo e que tudo girasse á minha volta…Mas o Universo não funciona assim, ele é um continuo fluxo, contínua evolução e quando tentamos quebrar esse fluxo entramos no que se chama de depressão.

A depressão é uma fuga á vida, é uma ilusão, embora as emoções sejam bem reais. Mas não tem nada de verdade nisso. Temos que ter consciência que os nossos pensamentos, aquilo em que acreditamos não mais faz sentido, e que o que está a acontecer é que tudo aquilo que o João aprendeu sobre a vida, não se ajusta mais ao Mundo em que vivemos neste momento.

Eu tive o previlégio de encontrar uma equipe maravilhosa que me guiou para fora do buraco que eu mesma tinha escavado. Em 2008 encontrei a Metamorfose Real, o primeiro Centro Internacional de Gestão de Stress, e iniciei uma vida nova.

Transformação

João, se eu consegui, e a minha existência resumia-se a um estado vegetativo, então você também consegue.

È esta a mensagem que lhe quero passar, e disponibilizo-me desde já a ajudar, passando toda a informação que for necessária.

Sugiro que leia o seguinte artigo, que vou colar aqui o link, da pessoa que me guiou em todo este processo, e com quem trabalho neste momento, e é uma benção e um previlégio fazer parte desta equipe de sucesso, ao qual estou eternamente grata, pois me forneceu todas as ferramentas para que eu pudesse reconstruir a minha vida, não como ela era antes de eu ficar doente, mas sim, construir uma Elisabete Nova, uma Vida Nova, cheia de oportunidades, e acima de tudo – a liberdade de escolha.

Link do artigo:http://mudardevida.solucaoperfeita.com/depressao-o-fim-do-caminho/

Espero que a minha experiência lhe seja útil, e espero o seu retorno João. A vida é uma festa – é preciso saber vê-la como tal.

Atenciosamente,

Elisabete Milheiro

Fontehttp://stress.solucaoperfeita.com/o-ponto-de-viragem/


  • 0

O Poder do Dinheiro

Tags : 

O DINHEIRO NUNCA ACABA

QUANTO MAIS GASTO MAIS TENHO

 

Na continuação do artigo do passado dia 5 espero dar prosseguimento a um ciclo de posts sobre o mito do dinheiro, indispensáveis para uma nova consciência capaz de libertar a Humanidade da pobreza.

Alguns ainda resistentes ao novo mundo, onde cada um faz ao outro aquilo que gostaria que lhe fizessem. Perguntam: porque dedico o meu tempo disponível na partilha da experiência adquirida ao longo de tantos anos, com especial foco nos últimos 13 que coordenei o primeiro Centro Internacional de Gestão de Stress e Recuperação Pessoal?

 

 

É preciso lembrar

Vive-se na fascinante era da informação, e por mais preciosa que ela seja, de nada vale; se não for partilhada. Seria como uma moeda de ouro perdida no fundo do oceano, que de nada serve, apesar de ser muito valiosa. Existem felizmente hoje, um grande número de pessoas competentes e bem-intencionadas, por todo o planeta, disponíveis para ajudar todos que têm estado até aqui no desempenho de atividades importantes e por essa razão não tiveram um despertar progressivo da nova realidade e acordam agora.

Quem já transitou para a realidade da Nova era, tem consciência que quanto mais der ao mundo mais o mundo lhe devolverá.

É de extrema importância para todo aquele, que pretende viver uma vida abundante, a consciência que isso ser-lhe-á vedado enquanto não entenderem e praticarem estes princípios. Mas não tenham pressa, continuem a treinar o não julgamento, mantendo uma postura de aceitação e gratidão ou procurem ajuda de quem já passou pelo processo. Hoje existem muitas oportunidades on line, para quem quer ser ajudado no sistema de mudança.

 

O Dinheiro nunca acaba

Vejamos então:

O dinheiro é uma energia poderosíssima capaz de mudar as pessoas e por sua vez o mundo. Em si mesmo, é somente PODER que melhora as pessoas boas, e piora as más. Esta é a razão principal para não fluir livremente e em grande quantidade pela vida de muitas pessoas deste planeta, que ainda não despertaram para a nova realidade.

O DINHEIRO NUNCA ACABA, QUANTO MAIS GASTO MAIS TENHO

Se acredita num mundo melhor em que os homens se respeitam e todos procuram o bem e a boa vontade em toda a parte já entrou nesta nova dimensão da realidade e o dinheiro nunca acaba para si e quanto mais gasta mais tem.

Se duvida da boa vontade dos homens e mulheres que unicamente o querem ajudar, com os meios que cada um possui; encontrando-se aqui neste momento somente interessado em tirar partido, julgando a boa vontade de quem somente lhe presta desinteressadamente a informação que detém; tem ainda algum caminho a percorrer até que o dinheiro seja uma bênção a circular em sua vida. Continuando a sobreviver, tendo exatamente a vida que acredita.

Quem ainda não despertou para a nova dimensão da realidade, não consegue perceber o que aqui se escreve a sua mente ainda está empedernida, agarrada aos velhos conceitos que o sujeitam a uma vida de faz de conta. Mas, não desespere não tem culpa, a sua hora chegará em breve.

Cada um tem o seu despertar, no momento certo e na hora certa.

 

A VIDA DE CADA UM, REFLETE O QUE ELE PROPRIO ACREDITA

Minha casa

 

António Shiva

antonio@solucaoperfeita.com

fonte: http://stress.solucaoperfeita.com/o-poder-do-dinheiro/


  • 0

QUE SEJA FEITA A VONTADE DE DEUS!

DEUS

QUE SEJA FEITA A VONTADE DE DEUS!

Muito se tem escrito desde o fim do calendário Maia em 21 de Dezembro 2012, que marca o início de uma Nova Era.

Todos temos consciência que as mudanças de paradigma que se iniciaram nos anos 60 foram intensamente aceleradas nos últimos meses. A Era da Informação vai se estalando ao mesmo tempo que a Era da Industria vai se desmoronando por todo o planeta. Da mesma forma que a Era industrial ocupou o lugar da Era Agrícola, acabando com a escravatura da época, assim também a Era da Informação acaba com a escravatura da competitividade, dando ao ser humano liberdade e dignidade do mundo prometido, onde o bem-estar é comum a todos que o habitam.

 

 

A nova realidade ao alcance de todos

A Humanidade acaba de chegar à Terra Prometida ou Nova Era. Como uma semente que germina, uma nova consciência emerge do sono profundo em que a humanidade esteve mergulhada nos últimos 5 000 anos.
Consoante a Humanidade vai despertando, uma nova realidade emerge na consciência de cada despertar, originando uma nova consciência coletiva a curto prazo. Quando essa consciência superar a velha consciência, que nos tem mantido escravos no mundo onde a dor e doença, guerra e pobreza são alimentados, um “Reino dos Ceus” surgirá.
A Nova Realidade só pode assentar numa nova consciência onde a autoestima individual é a base da autorrealização, estrutura da nova realidade.

Já começam a emergir famílias onde as crianças são educadas a alimentar a auto estima, em que o ritmo individual de crescimento é respeitado, e a autorrealização é incentivada por adultos e professores.
Um mundo sem competição onde se aprende através do entusiasmo e diversão, em que cada criança desenvolve a sua genialidade nata, e é estimulada a realizar sonhos, que sustenta na pureza do coração.
Esta é a estrutura para um mundo de abundância e alegria, onde o Amor flui naturalmente e a saúde e felicidade são cultivados. Num mundo onde os líderes são sábios que trabalham para o bem da humanidade, que vive submersa na harmonia do todo, alegria, felicidade, riqueza e bem-estar.
Esta é nova realidade à espera de ser aceite pelo novo Homem.

António Shiva

antonio@solucaoperfeita.com

Fonte: http://stress.solucaoperfeita.com/que-seja-feita-a-vontade-de-deus/


  • 0

Auto confiança

Tags : 

Auto confiança

 

O que é, e porque é tão importante

 

A auto confiança é a base onde assenta a nossa essência.

 

É a partir daqui que criamos tudo o que temos, é a partir daqui mostramos o que somos.

 

Consoante o nível em que ela se encontra, reflecte as nossas atitudes, pensamentos ideias e acções.

 

A auto-confiança é extremamente importante praticamente em todos os aspectos da nossa vida, no entanto muitos de nós lutamos para a encontrar.

 

auto-confiança1

A pergunta que surge é: a auto confiança encontra se ou trabalha se?

 

É claro que a auto confiança trabalha se!

 

É um trabalho que requer alguma atenção e disciplina.

 

Precisamos de estar atentos e perseverantes no cultivo da nossa auto estima.

 

Muitas vezes, acontece procurarmos a auto estima onde ela não é possível ser encontrada.

 

Ou então, os aspectos que precisam de ser trabalhados, tornam se obstáculos e dificuldades que nos impedem de sermos bem sucedidos.

 

A auto confiança reflecte se no nosso sucesso das nossas actividades, sejam elas profissionais, sociais, familiares e emocionais.

 

 

Sucesso

 

Todos nós enquanto seres humanos necessitamos de nos sentir competentes, eficazes e confiantes, face a algo ou às nossas capacidades. Estes sentimentos permitem o corpo e mente fiquem sintonizados para construir uma resposta adequada ao desafio a enfrentar ou a resolver. Como é que acha que conseguiria atingir ou fazer algo na sua vida, se tivesse constantemente alguém a transmitir lhe ideias de incapacidade, palavras depreciativas acerca de si e das suas capacidades e habilidades?

 

Bem não seremos nós próprios na maioria das vezes a ser esse “sabotador” daquilo que queremos realizar?

 

Concordarão certamente comigo, que sim. Somos nós o nosso maior sabotador da autoconfiança.

 

As pessoas auto confiantes inspiram confiança nos outros.

Ganhar autoconfiança, assim como a confiança dos outros é uma das principais vias para sermos bem-sucedidos na nossa vida.

 

O sucesso está directamente ligado à auto confiança. Quando esta está bem nutrida, tudo que possa surgir no caminho, são apenas degraus para subir, lições que se aprendem…

 

Quando a nossa auto confiança está em baixo, tudo são obstáculos, dificuldades, e levam nos para o patamar das vitimas, criando um ciclo de auto destruição, em que pensamos que tudo serve para nos destruir.

 

O que eu pretendemos nestes artigos passar a mensagem de que a auto confiança ao ser bem trabalhada, é uma aliada poderosíssima para alcançar os objectivos pessoais, e atingir o sucesso.

 

Fonte: http://vidaintegral.solucaoperfeita.com/auto-estima-e-auto-confianca/auto-confianca/

 

 


  • 0

Como Surfar a grandiosa onda da Mudança

Tags : 

 Mudança

Onda

 Como Surfar a grandiosa onda da Mudança

Habita-se no vasto império do preconceito, possuidor das mentes e corações dos seres humanos (Raça, Sexo, religião, partido politico, club, nacionalidade, etc. etc.) gerador de pequenos fundamentalistas.Capazes de não enxergar; que as crises são o elemento indispensáveis para o progresso espiritual; sem crises não existe progresso, sem progresso não há vida. E quer queiramos ou não; a evolução individual base da evolução coletiva, baseia-se na forma como cada um atua perante a crise.

Sabe quanto e preciso um surfista treinar, para surfar uma onda gigante? – Muito treino, certamente.

Para fluirmos neste novo Mundo é exatamente o mesmo. Cada acontecimento é uma onda de energia, que quando identificada e bem gerida é transformada em Poder Pessoal. 

Nunca a Humanidade teve tanta abundância de acontecimentos geradores de energia de Poder Pessoal. Prova evidente que o presente estado das coisas é de esgotamento, e que chegou a hora de passar-se á próxima fase. Sempre foi assim; todos o sabemos. Tudo que emergiu ao longo dos tempos, foi fruto de uma crise. Democracia, Libertação da Escravatura, Revolução Industrial, Física Quântica, Emancipação Feminina etc. 

Hoje não existe alguma diferença. Apenas é muito mais intensa, e global. Mas como qualquer outra crise, é um trampolim para uma nova realidade.

Chegou a hora de aceitarmos nossa egoesclerose, e escolhermos se unos com o Poder e Abundância do Universo. Se não escolher o caminho do amor, leve e curto, decerto percorreremos o caminho da dor, longo e doloroso.

 Onda

Qual o propósito do caminho que a humanidade tem para percorrer?

Decerto que o destino é um mundo sem pobreza, pleno de alegria; de crianças com grandes sorrisos; de olhares brilhantes pelo entusiasmo de seus sonhos.

Habitamos um planeta dinâmico irradiando prosperidade dos corações de seus habitantes através do Universo.

 Três passos, vitais para entrar na onda

Aceitação – compreensão- Ação 

António Shiva


  • 0

A voz do nosso corpo…

Tags : 

Ao longo da nossa vida somos ensinados que a doença é sempre causada por algo exterior a nós. Ou porque apanhamos um vírus, ou porque é hereditário… São inúmeras as desculpas que utilizamos para nos desresponsabilizarmos do nosso estado de saúde.

Mas e se eu lhe disser que todos os problemas que podem vir a acontecer no nosso organismos têm uma causa interior, ou seja, todos os nossos pensamentos, sentimentos e crenças afetam-nos não só mentalmente como também fisicamente?

Cada dor, cada ferida têm algo para nos dizer.

E porque é que em vez de silenciarmos o nosso corpo, não lhe damos espaço para ele se exprimir?

Por que é que o intoxicamos em vez de o fortalecemos?

Por que é que não cultivamos pensamentos positivos, e nos rodeamos do que nos faz sentir bem e felizes?

Quantas vezes é que ignorou a voz silenciosa do seu corpo?

Se calhar está na altura de o deixar falar…

Ângela Barnabé

Fonte: http://solucoesperfeitasecriativas.ning.com/profiles/blogs/a-voz-do-nosso-corpo


compre-aqui o Manual
Dezembro 2016
S T Q Q S S D
« Abr    
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031  

Sim, é possivel criar uma vida nova!!!