Select Page

ação

…A ZONA DE CONFORTO NÃO É UM AMBIENTE AGRADÁVEL… É UM AMBIENTE CONHECIDO…

Utilizemos os pensamentos como ensinado nos capítulos anteriores e comecemos por fazer tudo o que nos é possível fazer, no ambiente onde estamos agora.

Só podemos prosperar, brilhando no sítio onde estamos!

Ninguém se destaca no seu lugar quando não desempenha na perfeição o serviço referente ao lugar que ocupa. No mundo só prosperam aqueles que não se limitam só a desempenhar o seu papel.

Quando alguém não ocupa eficazmente o seu lugar, tudo o que está ligado a esse serviço entra em retrocesso. Aqueles que não ocupam os seus lugares eficazmente são um peso morto para a sociedade, o governo, o comércio e a indústria. Precisam ser transportados pelos outros, a alto custo. O progresso do mundo é adiado por aqueles que não preenchem eficazmente os lugares que ocupam. Pertencem a uma era antiga e a sua tendência é a degeneração. Nenhuma sociedade pode prosperar se todos são menores do que os lugares ocupados; a evolução social é guiada pela lei da evolução física e mental.

No mundo animal a evolução é causada pelo excesso de vida. Quando um organismo tem mais vida do que pode expressar nas funções de seu próprio plano, desenvolve os órgãos de um plano mais elevado e uma espécie nova é originada.

Não haveria novas espécies se estes organismos não tivessem ocupado eficientemente os seus lugares. A lei é exatamente a mesma para nós: a riqueza depende de se aplicar este princípio na nossa vida e nos nossos negócios.

Cada dia é um dia de sucesso ou um dia de fracasso!

E são os dias de Sucesso que nos trazem o que queremos. Caso todos os dias sejam dias de fracasso, será difícil ficar rico; mas quando todos os dias forem dias de sucesso, decerto, ficaremos ricos.

Se houver alguma coisa que eu possa fazer hoje e que não o faça, falho na minha ação e as consequências podem ser mais desastrosas do que se possa imaginar. Não podemos prever os resultados nem mesmo no ato mais vulgar.

Desconhecemos o funcionamento das forças que se movem em nosso interesse. Tudo depende do modo como se realiza uma ação simples; esta pode ser exatamente a que vai abrir a porta da oportunidade às grandes possibilidades.

Não conhecemos todas as combinações que a inteligência suprema está fazendo para nós, no mundo das coisas e das atribulações humanas.

Negligenciar em fazer a mínima coisa pode causar um longo atraso em obter o que queremos.

 É preciso fazer TUDO o que pode ser feito neste dia.

Há, entretanto, uma apreciação do que foi dito e que deve ser levada em conta. Não devemos nos estafar ou precipitar cegamente nos negócios, com intenção de fazer o maior número possível de coisas no mínimo espaço de tempo. Não devemos tentar fazer hoje o trabalho de amanhã, nem fazer o trabalho da semana num dia. Não é realmente o número de coisas que fazemos, mas a EFICIÊNCIA de cada ação separada que conta.

Cada ação é, em si, um sucesso ou um fracasso. Cada ação será, em si, eficaz ou ineficaz. Cada ato ineficaz é um fracasso, e se desperdiçar a vida em atos ineficazes, a vida inteira será um fracasso. Quanto mais coisas fizermos, pior para nós – se todos os atos forem inúteis.

Por outro lado, cada ato eficaz é um sucesso. Se cada ato da nossa vida for eficiente, a vida inteira será um sucesso.

A causa do fracasso está em se fazer muitas coisas de uma maneira ineficaz e não no fazer o bastante de modo eficaz.

Tomemos a consciência da clareza desta afirmação: se deixarmos de fazer alguns atos inúteis e se fizermos um número suficiente de atos uteis, ficaremos ricos.

Se, agora, conseguirmos fazer de cada ato, um ato eficiente, veremos que enriquecer está subordinado a uma ciência exata, como a matemática.

A questão é saber se somos capazes de fazer de cada ação uma ação de sucesso. E isto pode-se fazer com certeza. Podemos sempre fazer de cada ação uma ação de sucesso, porque toda a competência trabalha connosco e ela não pode falhar.

O poder está ao nosso serviço. Para cada ação ser eficiente só temos que usar a Intenção.

Toda a ação pode ser forte ou fraca e quando toda a ação é forte age-se da maneira que nos fará ricos.

Uma ação pode tornar-se forte e eficiente mantendo a VISÃO do que queremos, pondo a FÉ e PROPÓSITO nela.

É neste ponto que as pessoas que separam o poder mental da ação pessoal fracassam.

Usam o poder da mente em determinado lugar e momento e agem de forma diferente em outras circunstâncias. Assim as ações, em si, não são eficientes.

Mas se o poder entrar em cada ação (não importa o quanto trivial ela seja), cada ação será um sucesso. E como a natureza das coisas é que cada sucesso abra a porta a outros sucessos, o progresso em direção ao que queremos aumentará rapidamente.

Cada ação bem-sucedida multiplica-se nos resultados.

Como o desejo para mais vida é inerente a todas as coisas, quando mudamos para uma vida mais próspera, mais coisas atraímos para ela, influenciando e multiplicando o desejo por mais vida.

Faça-se a cada dia tudo o que é possível fazer nesse dia, de uma forma eficiente.

Devemos manter o propósito enquanto realizamos cada ação, mesmo as mais triviais; mas não significa que seja necessário manter a visão distintamente nos seus mínimos detalhes o tempo todo.

Para resultados mais rápidos deve-se usar todo o tempo de lazer a imaginar detalhadamente os objetivos até que eles estejam fixados na memória. Os resultados dependem desta prática contínua.

Pela contemplação contínua, criamos o retrato do que queremos – detalhado ao pormenor – completamente fixado na mente, e transferimo-lo para a mente da inteligência Amorfa. Durante o dia, enquanto trabalhamos, temos presente o desejo e a imagem, para mantermos estimulada a fé e o propósito fundamental para manter o processo em movimento.

Resumindo: contemplemos a imagem do que queremos nas horas de lazer, até que se torne consciência e parte do Ser – estando sempre presentes em cada ação ou pensamento. O sentimento será tão forte que o simples pensamento despoletará uma onda poderosa de energia inundando todo o ser.

Repetimos agora o plano, mudando ligeiramente os últimos preceitos para adequá-los ao ponto a que chegamos:

Existe uma matéria inteligente da qual todas as coisas são feitas, e que, no seu estado original, permeia, penetra, e preenche os espaços do universo.

Um pensamento nesta substância produz a coisa que é imaginada pelo pensamento.

Uma pessoa pode dar forma às coisas em seu pensamento, e, imprimindo este pensamento na substância amorfa, pode causar a criação da coisa que pensou.

Para conseguir isto, devemos transitar da mente competitiva para a mente criativa; devemos dar forma clara a uma imagem mental das coisas que queremos, e fixar este retrato em nossos pensamentos, com o PROPÓSITO fixo de termos o que queremos, e a FÉ inabalável que já é nosso. Neguemos na nossa mente tudo o que possa mover este propósito, escurecer a visão ou extinguir a fé.

Para que resulte, uma pessoa deve passar da mente competitiva à mente criativa; deve dar forma clara à imagem mental das coisas que quer; e deve fazer – com fé e propósito ­tudo o que deve ser feito a cada dia, realizando cada ação individual de forma eficiente.

Pin It on Pinterest

Share This