Dizes me que sou Insana?

  • 2

Dizes me que sou Insana?

Sim estás a falar de mim… na maior parte das minhas acções sou insana,não é facil apagar alguns conceitos que estão tatuados em mim.Muitas coisas mudaram e estão a mudar dentro de mim, mas não posso fazer como se faz num computador,quando está cheio de informação que não é útil, apagamos tudo o que existe na sua memória e voltamos a instalar o que realmente é importante.
Perante tantas coisas que se passam ao longo do dia, é fácil ser reactiva, em vez de agradecer e aproveitar para me encher de vontade de viver, coloco imediatamente um “rótulo” negativo, sou humana e muitas vezes saio da vibração certa.Quantas vezes no meu carro a ouvir uma música de que gosto e ao passar em alguns locais o meu rádio muda de frequência? Ele sim , não fica a culpar-se por ter saido da vibração correcta, simplesmente tenta sintonizar se e trás me de volta a música que estava a tocar…
Eu sou como o rádio do meu carro, por vezes algumas situações fazem com que saia da vibração que me faz sentir bem, e por vezes em vez de tentar entrar na frequência correcta acabo por me sentir perdida, porque não sou como o rádio do meu carro entendes? Sou Humana…
Confronto-me com tantas situações de impotência durante o dia, que me levam a perca de controlo, e só quando chego a casa ou estou sozinha é que discorro no que aconteceu…
Não estou á espera que o mundo á minha volta mude para que possa me sentir bem e ter o que quero, mas também não posso estar constantemente a culpar me por não conseguir sentir a vida como devia, ou de aproveitar todas as oportunidades para meu crescimento, assim ainda é pior…
Se vou num auto estrada e não conheceço como chegar ao meu destino, acabo por sair para caminhos que não quero , e cada vez que me vou afastando sinto me cada vez mais perdida. Em vez de me culpar por saber que não devia ter saido naquela direção , só tenho que entrar novamente no auto estrada e tomar a direção certa.Por vezes nem me apercebo das placas de informação que me mostram tudo, seria tão fácil se as tivesse lido… mas não li , não, não li… porque ou vou a falar com alguém,a ouvir musica ou vou distraida e passo por elas deixando as para trás, e quando olho já não as consigo ler e já não posso voltar para trás… mesmo assim tenho que continuar!!
Tal como no auto estrada por vezes não me apercebo de que tenho tudo para evoluir e seguir o meu caminho na direção correcta, algumas das oportunidades que me aparecem são desperdiçadas, o que me faz perder algum tempo… mas eu sou humana e não tenho GPS por isso por vezes perco me… e tu chamas me insana???
Vânia Pereira


2 Comments

Elisabete Milheiro

Janeiro 18, 2011at 3:11 pm

Olá Vânia,
Gostei muito do teu artigo. Senti perfeitamente o que ai dizes. O pior é mesmo quando nos culpamos, e mesmo quando sabemos que não nos adianta de nada! Normalmente fazemo-lo mesmo para perder tempo, com a desculpa de que queríamos parar um pouco e descansar antes de continuar a caminhada! Como se para viver precisássemos de descansar primeiro! Não, eu não te chamo insana! Muito pelo contrário, felicito-te por seres honesta e sincera contigo mesma e por falares da tua experiência, e desse modo, Agradeço-te por me dares a oportunidade de me conhecer melhor! Pois quem tu és também EU SOU!
Obrigado!

Elisabete Milheiro

Vânia Pereira

Janeiro 18, 2011at 10:45 pm

Amiga

Em parte não penso que por vezes desviamo nos do nosso caminho para perdermos tempo.Acredito que alguns desvios são necessários para que possamos seguir a nossa viagem mais conscientes, cada desvio que fazemos é uma dádiva, um bem necessário para o nosso crescimento, e que sem eles não estariamos preparados para seguir até ao nosso destino…
O que nos faz realmente perder tempo é por vezes aproveitarmos esse desvio para nos acomodarmos e entrarmos em negação quando pensamos que temos que voltar ao nosso caminho, aí sim estamos a perder tempo!!

Obrigado Elisabete.

Vânia Pereira

Leave a Reply

Sim, é possivel criar uma vida nova!!!