Estudo indica que o GABA pode desempenhar um papel fundamental no transtorno depressivo maior

 

Estudo indica que o GABA pode desempenhar um papel fundamental no transtorno depressivo maior

 

De acordo com um estudo publicado na Biological Psychiatry, em 2010, o próximo avanço no tratamento da depressão pode estar relacionado a um grupo de substâncias químicas do cérebro que estão envolvidas em praticamente toda a nossa atividade cerebral. O estudo tem a co-autoria dos Drs. Andrea J. Levinson e Zafiris J. Daskalakis do Centre for Addiction and Mental Health (CAMH).

Este estudo mostra que, em comparação com indivíduos saudáveis, as pessoas que têm transtorno depressivo Maior têm funções alteradas do neurotransmissor GABA (ácido gama-aminobutírico). No estudo, os indivíduos mais resistentes ao tratamento da doença demonstraram as maiores reduções dos níveis de GABA no cérebro.

Isto aponta para a possibilidade de que a correção no desequilíbrio do GABA poderia beneficiar o tratamento do transtorno depressivo Maior. 
A medicação atual para os transtornos do humor procura corrigir desequilíbrios em neurotransmissores como a serotonina e a dopamina. No entanto, muitos pacientes não se beneficiam desses medicamentos. “As nossas descobertas baseiam-se na idéia de que alguns medicamentos atuais não ajudam muitos pacientes porque não afetam a química cerebral relacionada ao GABA“, diz o autor do estudo Dr. Andrea Levinson.

O neurotransmissor GABA e seus receptores estão envolvidos em muitas funções cerebrais diferentes. Desequilíbrios no GABA também são relevantes para o transtorno bipolar, esquizofrenia e transtorno de ansiedade.

O neurotransmissor GABA e os seus receptores são essenciais para a forma como os seres humanos pensam e agem, acrescenta o Dr. Levinson. “Aplicamos tantas percepções e julgamentos conscientes e inconscientes às nossas ações em cada segundo, sem sequer perceber que o estamos fazendo“, diz ela. “O GABA é parte do sistema cerebral que nos permite ajustar os nossos estados de espírito, pensamentos e ações com um incrível nível de detalhe.”

É um pouco como dirigir um carro, precisamos do acelerador, mas para um bom funcionamento precisamos também do travão. Alguns dos nossos neurotransmissores geram a faísca e o gás para o motor, e o GABA fornece os travões“, diz ela. “O GABA fornece o efeito inibitório necessário que precisamos para bloquear a atividade excessiva do cérebro que na depressão pode levar ao pensamento negativo excessivo.

Fonte: http://www.news-medical.net/news/20100302/Study-indicates-GABA-neurotransmitters-could-play-a-key-role-in-major-depressive-disorder.aspx

Tradução por Elisabete Milheiro

Nota:

A informação contida nesta página, não substitui a opinião de um técnico de saúde. Para um acompanhamento mais personalizado contacte as Terapias Online, ou, Questão ao Naturopata, ou,  A Saúde Quântica Responde, ou, “A Saúde Integral tem a Solução”.

 

Artigos relacionados:

Holler Box

Pin It on Pinterest

Share This