PROBLEMAS NOS PULMÕES 

 

PROBLEMAS NOS PULMÕES

 

Bloqueio físico

Os pulmões são os órgãos principais da respiração, pois é ao seu nível que se fazem as trocas gasosas entre o ar e o sangue (transformação do sangue venoso em sangue arterial). Alimentam, portanto, o organismo de oxigénio, carburante das células, e eliminam o dióxido de carbono, resíduo da combustão dessas células.Os problemas nos pulmões são muito numerosos e incluem todos os problemas respiratórios.

 

 
Bloqueio emocional

Os pulmões têm uma ligação direta com a vida, o desejo de viver, a capacidade de bem viver, pois levam o oxigénio ás células, portanto a vida ao corpo humano. Um problema nos pulmões indica que a pessoa afectada tem dificuldade em viver o presente. Sente-se triste; quer sinta desespero ou desânimo e não deseje viver, ou se sinta sufocada com uma situação ou por uma pessoa, o que a impede de aspirar a vida a seu gosto.
Pode ter a sensação de não dispor do espaço necessário para se mexer a fim de sair de determinada situação. O medo de morrer ou de ver outra pessoa sofrer afecta também os pulmões. Uma pessoa que começa a pensar que estaria melhor morta do que viva perde os desejos, carburante essencial do corpo emocional. A pessoa que tem medo de morrer, tem também medo de que alguma coisa morra e abstém-se de adoptar o novo. Qualquer mudança radical pode sufocá-la e impedi-la de sentir o entusiasmo necessário para passar a outra coisa.

 

 
Bloqueio mental

Como os pulmões estão entre os órgãos vitais mais importantes do corpo, o problema que vives é uma mensagem importante.
Quanto mais sério é o problema no plano físico, mais a mensagem é para ti urgente. O teu corpo diz-te que aspires a vida a plenos pulmões, que recomeces a sentir desejos e a apreciar mais a vida. Deves tomar consciência de que só tu possuis o poder de te encerrares, de te sufocares ou de te deixares sufocar pelo que te rodeia.
Em vez de dramatizares certa situação, dispõe-te a ver o lado positivo da tua vida e todas as possibilidades de felicidade que nela podem surgir. Só tu podes criar essa felicidade e alegria de viver, mudando a tua atitude perante a vida. Retoma contacto com uma vida social mais activa. Dispõe-te a praticar várias e boas respirações todos os dias, de preferência no exterior, o que te ajudará a aspirar melhor a vida nos planos emocional e mental.

 

Do livro: Bourbeau L.  O teu corpo diz “ama-te”: A metafísica das doenças e do mal-estar.  Cascais: Pergaminho; 2002.

Nota:

A informação contida nesta página, não substitui a opinião de um técnico de saúde. Para um acompanhamento mais personalizado contacte as Terapias Online, ou, Questão ao Naturopata, ou,  A Saúde Quântica Responde, ou, “A Saúde Integral tem a Solução”.

 

 

Artigos relacionados:

Holler Box

Pin It on Pinterest

Share This