Quando criamos a expectativa normalmente Saímos frustrados!

  • 2

Quando criamos a expectativa normalmente Saímos frustrados!

 

 

Quando criamos expectativas normalmente saímos frustrados!

Penso que todos nós já nos sentimos assim.

E o que é a desilusão? Tal como o nome indica, quer dizer que se ficou DES iludido, ou seja, que se quebrou a ilusão! Então criámos uma ilusão acerca de algo, mas esse algo não era o que nós pensávamos que era! Esse algo foi modificado por nós, e passou a ser outra coisa qualquer! Mas fomos nós que o modificámos, através daquilo que queríamos!

Por exemplo, uma paciente comentou comigo uma vez:

Marquei um jantar com o meu namorado, esperando que durante o jantar tivéssemos uma conversa adorável, carinhosa, focada em nós, nos nossos planos enquanto casal. Por sua vez o meu namorado, ao ser convidado, lembrou-se de uma outra altura em que havíamos feito esse mesmo programa e que a noite tinha acabado em sexo escaldante! Durante o jantar ele só pensava no que ia suceder a seguir, e não me deu atenção nenhuma! Quis comer a correr, sempre cheio de pressa…e eu não entendi o que se estava a passar, achei que ele não estava a fim de estar comigo! Sentindo-me desiludida com o jantar, resolvi ir para casa sozinha, ver um filme para ver se animava… no dia a seguir tivemos uma conversa e chegámos á conclusão de que cada um viu o jantar de uma forma diferente, eu como uma forma de conviver amorosamente com ele, e ele, como um pretexto para ter uma noite escaldante!

 

Ora bem, estamos a ver que as expectativas de cada um eram completamente diferentes! E o que aconteceu foi que cada um deles criou uma ilusão, uma imagem que não se concretizou, e que dessa forma gerou a DES-ILUSÃO!

Mas será que isso é assim tão mau? Afinal, fomos DES-ILUDIDOS! Foi quebrada a imagem que nos prendia ao surreal, ao irreal, á ficção criada por nós! Abriram-nos os olhos! Isso só pode ser bom!

Mas porque é que então quando me sinto desiludida me sinto mal?

Porque não agradeci a esse algo, ou a essa pessoa o facto de me ter aberto os olhos, de me ter acordado, de um sonho, de algo que não era real!

Temos tendência para julgar tudo o que vemos, criando uma imagem! Analisamos tudo com o intuito de ver que beneficio podemos retirar disso, e como! E esse beneficio tem a ver com o mundo que criámos dentro da nossa mente! Com as ilusões que criámos!

A partir do momento em que tentamos manipular as coisas para saírem da forma que nós queremos, já estragámos tudo! Já criámos uma imagem, um plano, de como esperamos que as coisas aconteçam! Então ai já criámos desilusão e frustração para nós!

MAS, Se abrirmos a nossa mente ao novo, a novas possibilidades, a ilusão desaparece! As expectativas desaparecem! Pois não nos podemos iludir ou criar expectativas quando estamos com a postura de simplesmente observar o rumo que as coisas tomam!

Se tivermos mente aberta, e procurarmos o novo em todas as formas, procurando apreciar o desenrolar de cada situação, tudo se torna mais fácil, mais alegre! Não haverá como nos sentirmos mal, pois não esperamos nada!

 

Obrigado

Composto e postado por:

Elisabete Milheiro

 

Nota: o que é aqui escrito é a minha experiência. O que se pretende aqui é dar a conhecer experiências do dia-a-dia, que poderão ser úteis a quem se identificar com elas. Isto não invalida o facto de que a verdade está em constante alteração, assim como também a nossa consciência, que com as nossas experiências vai evoluindo.

Não se esqueçam: As únicas coisas que temos como garantia, nesta vida, é a mudança.


2 Comments

Mafalda Carvalho

Fevereiro 27, 2011at 6:02 pm

Estou totalmente de acordo contigo no que se refere à manipulação das situações e dos acontecimentos para que tudo corra e aconteça como nós queremos, mas quem nos garante a nós que o que queremos é o melhor para nós ou para o próprio Universo. Eu faço essa dita manipulação inúmeras vezes em várias situações e estou cada vez mais a ter consciência que a ilusão é uma confusão dos sentidos que provoca uma distorção da percepção e da realidade. Temos de ter os "pés" assentes na Terra e acreditar em tudo o que "ela" nos traz de novo.
Obrigada amiga, adorei o artigo
Mafalda

Elisabete Milheiro

Fevereiro 27, 2011at 10:25 pm

Olá Mafalda,
 
Muito obrigado pelo teu comentário!
Realmente, se nós soubessemos o que é melhor para nós, não tinhamos chegado ao desgoverno a que chegámos. Cada vez existe uma desadequação mais acentuada entre os nossos conceitos e os nossos objectivos! Temos de evoluir, crescer, estar abertos a novas possibilidades! Obrigado por partilhares connosco a tua reflexão!
Elisabete

Leave a Reply

Sim, é possivel criar uma vida nova!!!