Alga Verde-Azul

A alga verde-azul é formada por uma única célula e cresce apenas num lugar, o Lago Klamath, no Oregon. Esta alga cresce e reproduz-se a si própria através da fotossíntese de nitratos presentes no ar. É um dos alimentos mais antigo no planeta e é colhida para consumo humano, conservando-se pela secagem e pela refrigeração.

A alga verde-azul é rica em clorofila, nos oito aminoácidos essenciais, em vitaminas incluindo a B-12 e em betacaroteno (o percursor da vitamina A).  Contém 60% da proteína pura.

Pode ajudar a rejuvenescer o timo (o fator central no sistema imunitário), a estimular o baço e a corrigir o desequilíbrio das glândulas pituitária pineal.

Algumas pessoas são grandemente afetadas pela alga e verificam u aumento de vivacidade e energia mental, clareza, memória, perceção intuitiva e criatividade. Para muitos, ela ajuda a equilibrar as disposições de animo, a contrariar a fadiga crónica e a criar uma maior sensação de saúde e bem-estar. Esses esforços parecem dever-se ao seu teor de «neuro peptídeos», pequenas cadeias de aminoácidos que ajudam o cérebro a iniciar certas funções. Os neuro peptídeos funcionam tanto como neurotransmissores como hormonas no organismo. São capazes de ativar os neurotransmissores no cérebro. A alga verde-azul parece promover o fluxo de impulsos nervosos por todo o corpo. Também estimula a memória celular ou o código genético (ADN), que ajuda a promover a regeneração extraordinária de células essencial no processo de cura. Além disso, a alga verde-azul é um poderoso desintoxicante no que diz respeito ao fígado. Parece que ela remove grandes depósitos de chumbo e mercúrio. Também revelou sucesso no tratamento das alergias.

A parte mais interessante que a investigação revelou acerca desta alga, é que a sua estrutura celular permanece estável quando exposta a níveis de radiação suscetíveis de prejudicar os seres humanos. Só se modifica quando exposta a 100 vezes mais radiação e, após duas gerações de reprodução na sua forma mutante, ela continua a reproduzir-se normalmente. Isto sugere um elevado nível de força vital.

Do livro: Manual Completo de Medicina Natural, de Marcia Starck

Postado por: Isabel Pato

Artigos relacionados

Holler Box

Pin It on Pinterest

Shares
Share This