Carnitina
A carnitina tem por função conduzir os ácidos gordos até às mitocôndrias – centro energético da célula -, onde estes serão utllizados como combustível para energia. Quando há ausência de níveis adequados de carnitina na célula, existe impedimento dos ácidos gordos serem devidamente metabolizados.

Assim, o aminoácido carnitina melhora o metabolismo da gordura no coração e em outros órgãos e tecidos, diminuindo os triglicéridos e o colesterol no sangue; melhora a tolerância de exercícios no músculo cardíaco, evitando, desta forma, batidas cardíacas irregulares e formação de angina de peito, e, ainda, fornece mais energia ao coração. A carnitina também tem propriedades de vasodilatador bastante potente das vias coronárias, sendo, por consequência, eficaz na diminuição da pressão sanguínea.

O aminoácido carnitina é produzido no organismo através da lisina e da metionina. No entanto, a vitamina C, a vitamina Bu, a niacina e o ferro são substâncias necessárias à sua conversão.

Mesmo assim, existem indivíduos incapazes de sintetizar carnitina suficiente para as suas necessidades, por deficiência do seu código genético.

Fonte: Manual de Medicina Ortomolecular- Ana Paula Ivo
Postado por: Isabel Pato

Partilha!