Ouro = Au

Ouro = Au

Ouro
A acção do ouro incide sobre o aumento das defesas do organismo, favorece a cicatrização, é protector das artérias, aumenta o desejo sexual e mantém a juventude.

A carência ou défice de ouro provoca diminuição das defesas orgânicas e as perturbações cardiovasculares.

Indicações terapêuticas do ouro

  • H.T.A. em indivíduos com mais de 50 anos
  • Perturbações cardíacas
  • Arteriosclerose
  • Doenças infecto-contagiosas.

Fonte: Manual de Medicina Ortomolecular- Ana Paula Ivo
Postado por: Isabel Pato

Níquel = Ni

Níquel = Ni

Níquel

Niquel

O níquel catalítico, tal como o cobalto, exerce a sua acção como um co-fermento no que respeita a certas fosfatases.

A fosfo-mono-esterase alcalina por diátese prolongada pode diminuir ou inibir a sua acção, sendo possível reactivar a reacção com o níquel.

Este oligoelemento é sobretudo um activador das fosfatases esplénicas (baço) e um excelente hipoglicemiante. Activa, ainda, as amilases salivares e pancreáticas.

Trata-se de um potente oxirredutor e de um elemento de primeira importância contra a celulite, a obesidade, as neoplasias em geral, as diabetes e as afecções hepato-bilio-pancreáticas; estimula, ainda, as glândulas salivares.

O níquel aumenta a fixação e o catabolismo de glicose a nível do tecido adiposo activando a transformação de glicose em glicogénio (glicogenólise).

Indicações terapêuticas do níquel

  • Surmenage (estafa)
  • Neoplasias
  • Celulite
  • Obesidade
  • Disfunções hepato-bilio-pancreáticas.

Fonte: Manual de Medicina Ortomolecular- Ana Paula Ivo
Postado por: Isabel Pato

Manganês = Mn

Manganês = Mn

 

Manganês

O manganês é um oligoelemento com efeitos terapêuticos que, administrado sob a forma iónica, funciona como biocatalisador, e está prcsentc em baixo teor nos organismos.

Quando apresentado sob a forma de sulfato, numa preparação catalítica, tem várias e importantes propriedades, sendo considerado um excelente medicamento de terreno que se caracteriza por uma sintomatologia específica a que se chama «alérgica» ou «artrítica”. A sintomatologia artrítica caracteriza-se por um modo de nutrição tecidular, expondo o sujeito a diversas afecções com uma origem comum que reside nesse modo de nutrição, muitas vezes hereditário.

Trata-se de um excelente medicamento preventivo e activo deste terreno mórbido.

Não deve, no entanto, ser administrado nas situações de tuberculose e afecções pulmonares; nas restantes patologias não apresenta riscos de toxicidade.

A acção do manganês é caracterizada por ser um dessensibilizante poderoso nos fenómenos anafilácticos; intervém nas funções de reprodução e de lactação; é bastante necessário à síntese de hemoglobina; é também essencial ao metabolismo dos lípidos e da glicose; é um bom oxirredutor do fígado, regulador da assimilação do ferro, e, quando associado ao enxofre, é um excelente antialérgico.

Indicações terapeuticas do manganês

  • Asma do tipo alérgico
  • Coriza espasmódica
  • Febre dos fenos
  • Falta de resistência à fadiga
  • Enxaquecas com perturbações digestivas, de origem hepatobiliar, alterações de tensão arterial, com cefaleias, problemas de visão, veftigens e taquicardia
  • Urticária e edema de Quincke
  • Pruridos
  • Eczemas
  • Dores articulares – tipo artrítico -, sem alterações anatómicas, nem aumento da V.S.
  • Dismenorreias com períodos menstruais abundantes e frequentes
  • Distiroidias, normalmente hipertiroidismo
  • Comportamento psíquico nervoso, colérico, impulsivo mas com disposição optimista .
  • Pré-cardialgias
  • Perturbações do crescimento
  • Na fase de puberdade
  • Impotência e frigidez
  • Menopausa
  • Obesidade
  • Celulite
  • Alergias alimentares.

Fonte: Manual de Medicina Ortomolecular- Ana Paula Ivo
Postado por: Isabel Pato

Magnésio = Mg

Magnésio = Mg

O magnésio pode ser administrado de duas formas diferentes, com fins também diferentes. Sob a forma de cloreto de magnésio, que vai actuar como complemento alimentar, ou sob a forma de medicamento de terreno, cuja acção é a de completar a carga magnesiana fisiológica.

Sob a forma iónica, visa uma acção biocatalisadora do magnésio, não para assegurar o equilíbrio dos sais minerais entre si no desempenho das suas funções mas antes para introduzir uma dose mínima, que vai produzir, nos tecidos e onde for mais preciso, as alterações necessárias a tornar mais eficaz a terapia usada. O estado iónico torna o magnésio imediatamente disponível para as ligações de efeito qualitativo. A acção do magnésio é de regulador térmico, participando no metabolismo dos glúcidos, dos lípidos e dos prótidos. Actua eficazmente como antialérgico e anti-stress.

Indicações terapêuticas do magnésio

  • Terapia do terreno
  • Terrenos cancerígenos
  • Todas as perturbações causadas por deficiente regulação do metabolismo do cálcio e da ossificação – espasmofilia, senescência, desmineralizaçáo, perturbações do crescimento, gravidez, aleitação, raquitismo, verrugas
  • Insuficiência de autodefesa geral
  • Astenia
  • Hiperexcitabilidade neuromuscular
  • Neuroses
  • Tremores
  • Cefaleias
  • Arritmias
  • Espasmos coronários
  • Hipertensão arterial
  • Aftroses
  • Artrites
  • Obstipação crónica
  • Colites
  • Dislunções hepáticas
  • Auto-intoxicação por insuficiência digestiva
  • Disfunção tiroideia
  • Eczema
  • Psicopatias
  • Prostatismo

Associações:

  •  Magnésio-alumínio.
  • Indicado para o atraso intelectual.

Fonte: Manual de Medicina Ortomolecular- Ana Paula Ivo
Postado por: Isabel Pato

Litio = Li

Litio = Li

Ao contrário do lítio utilizado na alopatia, o lítio catalítico não possui qualquer risco de toxicidade nem contra-indicações.

A eficácia do lítio catalítico incide sobretudo e em particular nos casos de doenças ainda reversíveis, respeitando em absoluto a personalidade do paciente, porque não opera nivelamento. Também não será necessária a vigilância biológica estrita, nem requerido controlo da litiemia, não se tornando necessário o exame preliminar cardiológico ou renal.

A acção do lítio situa-se na regulação do tumor, do sistema hidro e electrolítico, da circulação (50 anos), e bloqueia a libertação de hormona tiroideia.

Indicações terapêtrticas do lítio

  •  Eliminação de uratos
  •  Hipertiroidismo
  •  Perturbações neuropsíquicas
  •  Psicodermatoses
  •  Psicopruridos
  •  Perturbações da adaptação familiar e profissional
  •  Perturbações do carácter nas crianças, adultos e idosos
  •  Tendências depressivas recidivantes
  •  Hiperansiedade e hiperemotividade com perda de sentido crítico
  •  Diminuição das faculdades intelectuais
  •  Abulia
  •  Insónia dos ansiosos
  •  Agressividade/inibição
  •  Síndromas musculares dolorosas pela tensão e crispação
  • Tratamento da menopausa.

Fonte: Manual de Medicina Ortomolecular- Ana Paula Ivo
Postado por: Isabel Pato

Iodo = I

Iodo = I

 

Em 1850, Chattin defendeu a tese de que o bócio era uma consequência da carência de iodo. A esta afirmação podemos hoje acrescentar que tal carência poderá ser provocada pela inibição de substâncias antitiróides, que encontramos em determinados alimentos. As hormonas tiroideias influenciam o crescimento físico e mental do indivíduo, pelo que a carência catalítica de iodo leva a uma idiotia típica; influencia também as restantes glândulas endócrinas, actua no funcionamento neuromuscular, na circulação, na pele, nas unhas e no cabelo que entretanto ficaram ásperos e quebradiços. Actua ainda no metabolismo nutricional, como no caso dos legumes.

O iodo catalítico é um excelente complemento dos medicamentos diatésicos, como o manganês, manganês-cobre e manganês-cobalto, conforme se trata de um terreno alérgico, hiposténico ou distónico.

Por ser utilizado sob forma iónica, o iodo catalítico não provoca os mesmos efeitos que os iodos habituais; é porlanto desprovido de toxicidade mesmo em terapias regulares e longas.

A acção do iodo incide sobretudo na regularização do funcionanento da glândula tiróide sem risco de provocar iodismo; aumenta a taxa de tiroxina; regula a hipertensão arterial; regula a obesidade do tipo tiroideu; é anti-séptico; é antimicótico; é excelente na profilaxia das escleroses orgânicas, e, quando associado ao magnésio, é um excelente anti-senescente ( envelhecimento dos tecidos do organismo ).

Indicações terapêuticas do iodo

  •  Hipotiroidismo
  •  Hipertiroidismo
  •  Síndroma Pré-Basedow (nervosismo, tremores, hiper-emotividade, alterações da tensão arterial)
  •  Obesidade tiroideia
  •  Arteriosclerose
  •  Reumatismo
  •  Artritismo
  •  Dismenorreias do tipo hipo ou hiper
  •  Pediatria: Linfatismo
  • Perturbações do crescimento
  • Todas as doenças renais, mas associado ao cobre e à prata.

Fonte: Manual de Medicina Ortomolecular- Ana Paula Ivo
Postado por: Isabel Pato

Holler Box

Pin It on Pinterest