Os seres humanos necessitam do FTG (factor de tolerância à glucose), e aqui o crómio ocupa o centro da molécula, que contém duas moléculas de niacina (vit. PP) e três ácidos aminados, que são o ácido glutâmico, a glicina e a cisteína.

O crómio tem um papel importante no metabolismo da glucose, onde a sua carência perturba os lípidos porque os retém aumentando assim a taxa de colesterol, inibindo a síntese das proteínas.

O ser humano necessita quotidianamente de FTG ou de crómio orgânico, cerca de 10 a 40 mg, mas a maior parte do crómio que nós ingerimos apresenta-se infelizmente sob a forma inorgânica.

Assim, temos necessidade de ingerir uma quantidade mais elevada, que varia entre 0, 1 a 0,3 mg por dia. Os alimentos que contêm crómio biologicamente activo são a pimenta preta, o fígado, o gérmen de trigo, o melaço de beterraba, a levedura de cerveja, sobretudo esta, em que o crómio absorvido é igual a uma taxa de 10% a 25%.

lndicações terapêuticas do crómio

A acção do crómio potencializa-se quando vai associado.

Associações:
  • Crómio-selénio-magnésio– Indicado em casos de cataratas.
  • Crómio-manganês-cobre- magnésio-lítio–  Favorece a visão.
  • Crómio-manganês-cobre-magnésio-enxofre (alternado)– Indicado para alergias oculares.
  • Crómio-ouro-prata-enxofre, alternando com manganês-cobre-magnésio-lítio– Indicado para infecções oculares.
  •  Crómio-cobalto-cobre (alternado)- lndicado em casos de perturbações cardíacas e na prevenção das mesmas.
  • Crómio-manganês-cobalto- Indicado em casos de hipertensão arterial.
  • Crómio-zinco-níquel-cobalto- Indicado em casos de hipoglicemia.
  • Crómio-zinco-níquel-cobalto–  Indicado em casos de diabetes.

Fonte: Manual de Medicina Ortomolecular- Ana Paula Ivo
Postado por: Isabel Pato

Artigos relacionados

Holler Box

Pin It on Pinterest

Shares
Share This