Ao contrário do lítio utilizado na alopatia, o lítio catalítico não possui qualquer risco de toxicidade nem contra-indicações.

A eficácia do lítio catalítico incide sobretudo e em particular nos casos de doenças ainda reversíveis, respeitando em absoluto a personalidade do paciente, porque não opera nivelamento. Também não será necessária a vigilância biológica estrita, nem requerido controlo da litiemia, não se tornando necessário o exame preliminar cardiológico ou renal.

A acção do lítio situa-se na regulação do tumor, do sistema hidro e electrolítico, da circulação (50 anos), e bloqueia a libertação de hormona tiroideia.

Indicações terapêtrticas do lítio

  •  Eliminação de uratos
  •  Hipertiroidismo
  •  Perturbações neuropsíquicas
  •  Psicodermatoses
  •  Psicopruridos
  •  Perturbações da adaptação familiar e profissional
  •  Perturbações do carácter nas crianças, adultos e idosos
  •  Tendências depressivas recidivantes
  •  Hiperansiedade e hiperemotividade com perda de sentido crítico
  •  Diminuição das faculdades intelectuais
  •  Abulia
  •  Insónia dos ansiosos
  •  Agressividade/inibição
  •  Síndromas musculares dolorosas pela tensão e crispação
  • Tratamento da menopausa.

Fonte: Manual de Medicina Ortomolecular- Ana Paula Ivo
Postado por: Isabel Pato

Artigos relacionados

Pin It on Pinterest

Shares
Share This