O magnésio pode ser administrado de duas formas diferentes, com fins também diferentes. Sob a forma de cloreto de magnésio, que vai actuar como complemento alimentar, ou sob a forma de medicamento de terreno, cuja acção é a de completar a carga magnesiana fisiológica.

Sob a forma iónica, visa uma acção biocatalisadora do magnésio, não para assegurar o equilíbrio dos sais minerais entre si no desempenho das suas funções mas antes para introduzir uma dose mínima, que vai produzir, nos tecidos e onde for mais preciso, as alterações necessárias a tornar mais eficaz a terapia usada. O estado iónico torna o magnésio imediatamente disponível para as ligações de efeito qualitativo. A acção do magnésio é de regulador térmico, participando no metabolismo dos glúcidos, dos lípidos e dos prótidos. Actua eficazmente como antialérgico e anti-stress.

Indicações terapêuticas do magnésio

  • Terapia do terreno
  • Terrenos cancerígenos
  • Todas as perturbações causadas por deficiente regulação do metabolismo do cálcio e da ossificação – espasmofilia, senescência, desmineralizaçáo, perturbações do crescimento, gravidez, aleitação, raquitismo, verrugas
  • Insuficiência de autodefesa geral
  • Astenia
  • Hiperexcitabilidade neuromuscular
  • Neuroses
  • Tremores
  • Cefaleias
  • Arritmias
  • Espasmos coronários
  • Hipertensão arterial
  • Aftroses
  • Artrites
  • Obstipação crónica
  • Colites
  • Dislunções hepáticas
  • Auto-intoxicação por insuficiência digestiva
  • Disfunção tiroideia
  • Eczema
  • Psicopatias
  • Prostatismo

Associações:

  •  Magnésio-alumínio.
  • Indicado para o atraso intelectual.

Fonte: Manual de Medicina Ortomolecular- Ana Paula Ivo
Postado por: Isabel Pato

Artigos relacionados

Pin It on Pinterest

Shares
Share This