A ornitina enquanto aminoácido não é uma parte de proteína.

Tal como a citrulina, a ornitina existe no fígado como um intermediário entre a arginina e a citrulina. Desempenha assim uma função importante na formação de ureia.

Em consequência disso, ajuda na desintoxicação da amónia.

A ornitina é aplicada para desenvolver a função do fígado em casos de coma hepático. As doenças que se manifestam com febre são geralmente acompanhadas pela desnutrição dos tecidos.

A ornitina, noutros casos, ajuda na depuração e estimulação do sistema imunitário.

Fonte: Manual de Medicina Ortomolecular- Ana Paula Ivo
Postado por: Isabel Pato

Artigos relacionados

Pin It on Pinterest

Shares
Share This