Produtos de aloés

Os produtos derivados da planta de aloés – o suco de aloés, a pomada e o gel – revelaram propriedades notáveis no tratamento de uma série de problemas de saúde. Esta planta. conhecida pelas suas propriedades curativas desde os tempos bíblicos, é rica em saponinas, um produto químico que bloqueia as enzimas inflamatórias no organismo e remove o muco; é ainda rica em antraquinona, que é um antibiótico natural com propriedades antifúngicas e antivirulentas. Além disso, o aloés contém uma proteína com os 18 aminoácidos, hormonas úteis na cura de feridas. Estimuladores do crescimento. vitaminas e sais minerais.

Externamente, o aloés é usado no tratamento de queimaduras (incluindo as queimaduras provocadas por raios-X e outras radiações), acne e outros problemas. O unguento do aloés regenera o tecido da pele. A cura completa de ulcerações da pele causadas por radiações beta foi conseguida num período de dois meses de tratamento, enquanto nos casos em que o tratamento não teve lugar, o processo de cura levou mais de quatro meses.

Internamente, o aloés cura muitos problemas relacionados com a digestão, bem como problemas de obstipação e diarreia. Possui a mais alta concentração de um certo glicósido conhecido como barbaloína, o que lhe concede propriedades catárticas e é capaz de transportar o glicósido para o intestino grosso. Para aqueles que intoxicação alimentar e outras situações causadoras de diarreia, revelou-se imediatamente eficaz.

Os indivíduos com artrite registaram um abrandamento da dor após beberem suco de aloés. Esfregar o gel na pele também aliviou as dores nos músculos e articulações. No instituto Somatológico de Moscovo, alguns cientistas demonstraram que o extrato de aloés regenera as fibras nervosas. Descobriram que é eficaz no tratamento de deficiências auditivas (aplicando o extrato nas fibras nervosas). A investigação soviética também mostrou a eficácia do aloés em pacientes com tuberculose pulmonar. Tossiam menos, as dores no peito desapareciam, o apetite melhorava e os raios-X mostravam uma diminuição de congestão pulmonar.

Outros casos de curas «miraculosas, têm a ver com periodontose, uma doença dos maxilares. Três ou quatro injeções de extrato de aloés reduziam o sangramento das gengivas e o prurido. As úlceras pépticas também revelaram sinais de cura mediante a ingestão de suco de aloés regularmente, e aqueles que sofriam de congestão nasal viam os seus sintomas desaparecer com extratos e injeções de aloés. A incontinência noturna nas crianças desaparecia após 7-10 injeções de aloés, e a falta de apetite e irritabilidade cessava.

Beber suco de aloés duas vezes por semana constitui uma boa medida preventiva contra problemas digestivos, obstipação, úlceras, colites e alergias.

Aqueles que usam a planta regularmente têm mais energia e fazem melhores digestões. O seu organismo consegue também dominar mais facilmente toxinas prejudiciais e poluentes ambientais, visto que o aloés serve para desintoxicar o fígado e limpar o cólon.

Do livro: Manual Completo de Medicina Natural, de Marcia Starck

Postado por: Isabel Pato

Artigos relacionados

Holler Box

Pin It on Pinterest

Shares
Share This