Verdura de cevada

Outra importante fonte de clorofila é a verdura de cevada. A verdura de cevada é o sumo feito a partir das folhas de plantas de cevada novas e ainda verdes. O Dr. Yoshida Hagiwara, médico e farmacêutico japonês, andava à procura de um alimento supernutriente para compensar vários dos alimentos comercialmente processados na dieta japonesa. Descobriu que as folhas da planta de cevada eram particularmente ricas em clorofila e enzimas.

Uma das enzimas da verdura de cevada, a SOD, superóxida dismutase, encontra-se em todos os organismos celulares e atua como antioxidante celular, protegendo contra a radiação e radicais não químicos, e ainda como agente anti-inflamatório prevenindo a danificação das células no seguimento de ataques cardíacos. Outra enzima, a nitrogénio redutase, transforma o dióxido de nitrogénio, um grande poluente, em hidrósido de nitrogénio, um composto inofensivo. Setenta por cento dos cancerígenos conhecidos são compostos nítricos, e as enzimas presentes no suco da verdura de centeio que desintoxicam o organismo destes compostos são importantes na prevenção do cancro. Descobriu-se que a verdura de cevada desativa os efeitos cancerígenos do benzopireno 3,4 das carnes e peixes grelhados no churrasco (o Japão apresenta uma taxa elevada de cancro do estômago devido a isto).

A verdura de cevada também contém um fator chamado P4D1, que protege as células reprodutivas contra cancerígenos conhecidos. O P4D1 tem ainda um efeito anti-inflamatório no tratamento de pancreatites, estomatites, dermatites, úlceras e colites.

Do livro: Manual Completo de Medicina Natural, de Marcia Starck

Postado por: Isabel Pato

Artigos relacionados

Holler Box

Pin It on Pinterest

Shares
Share This