Biotina

Vitamina B – Biotina

Acção

Na primeira parte do intestino é facilmente absorvida a biotina, sendo sintetizada por uma ampla variedade de microrganismos, com inclusão dos que sobrevivem no intestino humano.
A biotina encontra-se também em todas as células do organismo, inclusive no fígado, nos rins e na pele, sendo excretada pela urina e pelas fezes.
Intervém, ainda, em muitas reacções bioquímicas, assumindo o papel de transportadora dos grupos CO2, sendo fundamentais estas reacções paÍa a síntese dos ácidos gordos e da glicose – gliconeogénese – e para a degradação dos aminoácidos.

Sinais de carência vitamínica

Os principais sinais de carência de biotina são: desidratação da pele e das mucosas; dermatites com descamação, em particular no pescoço, nas mãos e nas pernas; anorexia; tendência paraa depressão; sonolência contínua e acentuada; dores musculares; fadiga sem motivo aparente; ligeira anemia. Nos recém-nascidos pode acontecer carência, se se apresentarem dermatites seborreicas, acompanhadas de inflamaçáo e descamação
no couro cabeludo e nas faces.

Toxicidade vitamínica – hipervitaminose

Até ao momento não se registaram casos de toxicidade provocadas pela biotina.

Fontes de origem

  • Fígado de vitela
  • Fígado de bezerro
  •  Fígado de vaca
  •  Borrego
  •  Frango
  •  Carne de porco
  •  Carne de vaca
  •  Atum de conserva
  •  Levedura de cerveja
  •  Chocolate
  •  Couve-flor
  •  Cogumelos
  •  Ovos
  •  Arroz
  •  Cenoura
  •  Tomate
  •  Espinafre
  •  Alface
  •  Batata
  •  Ervilha
  •  Banana
  •  Queijo
  •  Maçã
  • Leite
  •  Amendoim
  •  Fruta em geral.

Outras indicações terapêuticas

Na associação da biotina com o ácido pantoténico obtêm-se excelentes resultados em processos de acne e de eczema seborreico. Está também indicada para hepatopatias e para o cabelo.

Fontes de destruição

A biotina pode ser destruída quando exposta a radiações ultravioletas.

Fonte: Manual de Medicina Ortomolecular- Ana Paula Ivo
Postado por: Isabel Pato

Pin It on Pinterest

Shares
Share This