Vitamina B12

Vitamina B12- Cianocobalamina

Ação

Existem outras substâncias sob o nome da Vitamina B12, como a cianocobalamina, a hidroxicobalamina, a metilcobalamina, entre outras, todas com uma forte ação no combate contra a anemia perniciosa.

As suas estruturas químicas são complicadas, uma vez que todas estas substâncias têm no centro das suas moléculas um átomo de cobalto – oligoelemento presente no organismo em pequeníssima quantidade -, ao qual está ligado um grupo capaz de identificar cada forma vitamínica. A cianocobalamina tem um grupo de cianeto; a metilcobalamina tem um grupo metílico; a hidroxicobalamina tem um grupo hidroxílico, e assim sucessivamente.

A Vitamina B12, administrada através dos alimentos, é absorvida por um mecanismo que depende da ação combinada dos elementos produzidos pelo estômago com os fatores gástricos e os elementos produzidos no intestino.

O fator gástrico é indispensável para a absorção desta vitamina e chama-se fator intrínseco, que a protege da ação das enzimas quando passa no intestino, até ser absorvida pelo fator intestinal. A sua síntese leva mais tempo do que a de outras vitaminas hidrossolúveis.

Quanto à vitamina absorvida, é transportada pelo sangue aos tecidos, tornando-se ativa.

Quanto ao fígado, funciona como reservatório de uma grande quantidade de vitamina, em que 70% voltam a ser absorvidos pelo intestino, lançando-os na bílis. Depois de ser utilizada pelo organismo, a Vitamina B12, é excretada pela urina e pelas fezes e, ainda, pela saliva.

A intervenção da vitamina B12, é fundamental nas importantes reações de transferência de elementos entre as moléculas. Estas reações são fundamentais para o bom funcionamento celular, pois permitem a utilização de certos tipos de aminoácidos e ácidos gordos, que entram na composição de bainhas protetoras das fibras nervosas; logo, um metabolismo incorreto provoca danos no sistema nervoso.

Na síntese dos ácidos nucleicos, a Vitamina B12, funciona como ácido fólico. E estas moléculas constituem os componentes básicos do ADN, cuja função importante da célula é reproduzir e armazenar o património genético.

Sinais de carência

Raramente se verifica uma avitaminose de B12, devida à insuficiência alimentar; isso acontece, geralmente, depois de situações patológicas, como, por exemplo, no caso em que o fator intrínseco não é capaz de sintetizar a Vitamina B12, por gastrectomia total ou por insuficiência congénita. Esta última é mais frequente, conduzindo a uma anemia perniciosa.

Neste caso, e entre outras formas de tratamento, a administração da Vitamina B12, bem como do fator intrínseco, é feita por via parental. Entre outras causas que provocam carência temos a considerar os problemas intestinais que dificultam a absorção da Vitamina B12, ainda que na presença do fator intrínseco, como é o caso das diarreias crónicas; e também insuficiências genéricas que comprometem a utilização normal da vitamina a nível celular. Dentro dos sintomas que podem indicar carência vitamínica, podemos observar fraqueza, aceleração rítmica cardíaca e respiratória, perda de apetite, perda de peso, palidez, perturbações nervosas que incluem formigueiro nas mãos e nos pés, falta de coordenação de movimentos e ausência de sensibilidade, alterações das mucosas intestinais acompanhadas de glossites e gastrites, e ainda formas graves de anemia, como é o caso da anemia megaloblástica.

Toxicidade vitamínica – hipervitaminose

Não ocorrem riscos de toxicidade de Vitamina B12.

Fontes de origem

  • Carne de vaca
  • Carne de borrego
  • Carne de porco
  • Carne de frango
  • Fígado de vaca
  • Fígado de borrego
  • Fígado de porco
  • Fígado de vitela
  • Mioleira de vaca
  • Rim de coelho
  • Rim de frango
  • Coração de vaca
  • Ostras
  • Caranguejo
  • Lagosta
  • Sardinha
  • Salmão
  • Linguado
  • Gema de ovo
  • Queijo
  • Leite
  • Fungos
  • Microrganismos
  • Levedura de cerveja
  • Produtos lácteos
  • Algas

Outras indicações terapêuticas

Especialmente em casos de anemia perniciosa; atraso de crescimento; convalescença depois de intervenção cirúrgica ou de doenças infeciosas; alcoolismo; em indivíduos idosos.

Fontes de destruição

A Vitamina B12 pode ser destruída pela luz e por algumas formas de cozedura.

Fonte: Manual de Medicina Ortomolecular- Ana Paula Ivo
Postado por: Isabel Pato

Pin It on Pinterest

Shares
Share This