Zinco
O zinco torna-se independente do seu próprio metabolismo para efectuar as reacções bioquímicas das funções orgânicas. Em 1934, foi feito o reconhecimento do zinco como um elemento indispensável ao homem. E em 1939 descobriu-se a primeira enzima contendo zinco.

O zinco estabiliza a estrutura de numerosas proteínas e glicoproteínas, como, por exemplo, a insulina, a macroglobulina, as nucleo-proteínas e os muco-polissacarídeos, etc.

Tem um papel importante na regulação da hipófise e nas pertubações das gónadas.

Indicações terapêuticas do zinco

  • Perturbações hepáticas
  • Perturbações pancreáticas
  • Perturbações nervosas
  • Astenias
  • Atraso do crescimento
  • Psoríase
  • Doença de Basedow
  • Impotência
  • Menopausa
  • Hipermenorreia
  • Insuficiência hipofisária

Fonte: Manual de Medicina Ortomolecular- Ana Paula Ivo
Postado por: Isabel Pato

Artigos relacionados

Holler Box

Pin It on Pinterest

Shares
Share This