Autismo e Magnésio – Magnésio de A a Z

Autismo e Magnésio – Magnésio de A a Z

Autismo e magnésio

O que é o autismo?

O autismo é caracterizado pela dificuldade do indivíduo se relacionar com as outras pessoas, por comportamentos de isolamento, por recusa de ser abraçado ou acarinhado, pouco ou nenhum contacto visual, riso sem motivo aparente, aparente insensibilidade à dor,  inapropriada fixação em objetos, perceptível hiperatividade ou extrema inatividade, ausência de resposta aos métodos normais de ensino, etc….

Estes sintomas tem âmbito do brando ao severo em intensidade de sintoma  para sintoma. Além disso, o comportamento habitualmente ocorre através de diferentes situações e é consistentemente inapropriado para sua idade.

Tratamento do autismo

Muitos estudos têm sido efetuados com o intuito de encontrar um tratamento eficaz para o autismo e um deles contemplou a utilização da vitamina B6 e o magnésio. A vitamina B6 requer fosforilação para se tornar ativa e essa reação de transferência de fosfato é dependente do magnésio.

O estudo realizado por LeLord (BERNARD, 1987, p.3) concluiu que apesar de este tratamento de vitamina B6 e magnésio não ser eficaz em 100% dos casos, ao observar todos os 91 pacientes aos quais foi aplicada esta suplementação, verificou-se que em quase 50% dos casos existiu uma melhoria a nível comportamental.

Deficiência de magnésio e sintomas de autismo

Um estudo publicado em 2013 (Won; Won; Eunjoon, 2013) mostrou que os indivíduos que sofrem de autismo tendem a ter algumas deficiências a nível nutricional, de entre as quais se encontra a deficiência de magnésio. Ao serem repostas estas deficiências, pode-se ter um melhor resultado na amenização dos sintomas e um maior controlo da doença.

Magnésio, um nutriente essencial

Não é novidade que o magnésio não cura nada, mas existem provas que a sua suplementação leva a um equilíbrio no organismo humano, o que potencializa o poder de cura inerente ao nosso corpo.

Por ser responsável por mais de 300 reações enzimáticas, o magnésio torna-se um aliado na saúde de todos os sistemas e apesar de não desempenhar um papel essencial no tratamento do autismo, desempenha um papel essencial na saúde do organismo. Assim sendo, poderá promover um estado no indivíduo autista que ajudará no tratamento dos sintomas e numa melhor adaptação ao meio que o rodeia.

Do livro Magnésio, o Sal da Vida

Nota:

A informação contida nesta página, não substitui a opinião de um técnico de saúde. Para um acompanhamento mais personalizado contacte as Terapias Online ou Há sempre uma solução perfeita na Casa Escola António Shiva

Pack de 5 Cloreto de Magnésio P.A. 100g + Oferta de 100g

Cancro e Magnésio

Cancro e Magnésio

cancro e magnésio

Cancro e Magnésio

O cancro representa simultaneamente uma alteração da própria célula e um desvio considerável do mecanismo de reprodução de todo um grupo celular.

Há um poder e uma força no magnésio que não pode ser igualada em qualquer outro lugar
no mundo da medicina. Não há nenhum substituto para o magnésio na fisiologia humana, nada lhe chega nem de perto, em termos do seu efeito sobre a fisiologia celular em geral e sobre o tratamento e prevenção do Cancro.

Sem magnésio suficiente, o corpo acumula toxinas e resíduos ácidos, degenera rapidamente e envelhece prematuramente.

Normalmente não se acha que a deficiência de magnésio (Mg) pode paradoxalmente aumentar o risco de cancro, ou que o Magnésio pode proteger contra o cancro,  mas descobriu-se, por estudos feitos, que, assim como a desidratação ou asfixia pode causar a morte, a deficiência de magnésio pode levar directamente ao cancro.

Não deveria ser surpresa que o magnésio desempenha um papel importante sobre o cancro. Ele é relevante para o cancro porque desempenha uma função fulcral na reparação do DNA, diferenciação, proliferação e angiogênese.

O magnésio aumenta a produção interna de substâncias de defesa, tais como anticorpos e melhora consideravelmente a atividade operacional dos glóbulos brancos (como demonstrado por Delbet), e contribui para muitas outras funções que asseguram a integridade do metabolismo celular.

Segundo Dr. Mark Sircus, a deficiência de magnésio é uma ameaça direta à saúde das nossas células, levando ao declínio fisiológico e preparando o palco para o cancro. O transporte de mais de 300 enzimas e de íons, são dependentes de magnésio e o seu papel no metabolismo dos ácidos graxos e fosfolipídios afeta a permeabilidade e estabilidade das membranas.

Sem quantidades suficientes de magnésio as nossas células calcificam e apodrecem.

Num estudo efetuado por Aleksandrowicz et al, os autores concluem que a inadequação de magnésio e antioxidantes são fatores de risco importantes na predisposição para a leucemia.

Outros pesquisadores descobriram que 46% dos pacientes internados numa UTI (Unidade de Terapia Intensiva), num centro de cancro terciário apresentou hipomagnesemia. Eles concluíram que a incidência de hipomagnesemia em pacientes com cancro em estado crítico é elevado.

Prof. Delbet descobriu que o magnésio tem um efeito preventivo sobre o cancro e em condições pré-cancerosas, tais como leucoplasia, hiperqueratose e mastite crónica.

 

O Magnésio na Desintoxicação do Corpo

O magnésio, em geral, é essencial para a sobrevivência das células, mas assume uma importância ainda maior, quanto maior a idade, devido à toxicidade onde os corpos são bombardeados diariamente com metais pesados.

A glutationa é uma das poucas moléculas antioxidantes conhecidas para neutralizar o mercúrio. A Glutationa requer magnésio para a sua síntese. Sem a limpeza da glutationa as células começam a acumular toxinas e metais pesados; estes são ambientes excelentes para atrair infeções e advindo daí o cancro.

Do Livro: Magnésio, o Sal da Vida

Nota: A informação contida nesta página, não substitui a opinião de um técnico de saúde. Para um acompanhamento mais personalizado contacte as Terapias Online, ou, Questão ao Naturopata, ou, A Saúde Quântica Responde, ou, “A Saúde Integral tem a Solução”.

Pack de 5 Cloreto de Magnésio P.A. 100g + Oferta de 100g

Óleo de Magnésio

Cloreto de Magnésio para óleo

Loção 

Loção Canforada

Pack de 10 Cloreto de Magnésio P.A. + Oferta de óleo de magnésio

Pack de 10 Cloreto de Magnésio P.A. + Oferta de loção 

Pack de 10 Cloreto de Magnésio P.A. + Oferta de loção Canforada

Cabelos e magnésio

Cabelos e magnésio

cabelos e magnésio

Consideram-se problemas capilares todo o estado anormal do cabelo, como: calvície, cabelos brancos, cabelos gordurosos, pelada, películas, queda de cabelo súbita, etc.

O magnésio, um dos elementos mais importantes para o nosso organismo, é também um dos mais deficientes na alimentação moderna. Ele é essencial a mais de 300 reacções metabólicas do nosso organismo, e não é estranho que ele seja necessário e essencial à saúde e ao rejuvenescimento dos nossos cabelos.

Professor Pierre Delbet descobriu que o magnésio era benéfico também para o cabelo, prevenindo a calvície, pois este ficou mais forte e saudável.

De acordo com alguns especialistas, a alopécia e a calvície, estão directamente ligadas à deficiência de Magnésio no organismo.

Uma vez que a ausência (ou baixos níveis) de magnésio interfere com a forma como o cálcio é distribuído pelo organismo, a longo prazo, a deficiência de magnésio pode resultar em inflamação e depósitos de cálcio nos folículos pilosos. A calcificação do couro cabeludo contrai o fornecimento de sangue para os folículos pilosos, causando redução do fluxo de nutrientes.

O magnésio tem a acção de dissolver os depósitos de cálcio, devolvendo a oxigenação e alimentação ao pelo.

Do Livro: Magnésio, o Sal da Vida

Nota:

A informação contida nesta página, não substitui a opinião de um técnico de saúde. Para um acompanhamento mais personalizado contacte as Terapias Online, ou, Questão ao Naturopata, ou, A Saúde Quântica Responde, ou, “A Saúde Integral tem a Solução”.

Pack de 5 Cloreto de Magnésio P.A. 100g + Oferta de 100g

Óleo de Magnésio

Cloreto de Magnésio para óleo

Loção Shiva

Loção Shiva Canforada

Pack de 10 Cloreto de Magnésio P.A. + Oferta de óleo de magnésio

Pack de 10 Cloreto de Magnésio P.A. + Oferta de loção Shiva

Pack de 10 Cloreto de Magnésio P.A. + Oferta de loção Shiva Canforada

 

Parkinson e o Magnésio

Parkinson e o Magnésio

Parkinson e o Magnésio

 

Parkinson e o Magnésio

 

doença de Parkinson, é caracterizada por uma desordem progressiva do movimento devido à disfunção dos neurónios secretores de dopamina nos gânglios da base, que controlam e ajustam a transmissão dos comandos conscientes vindos do córtex cerebral para os músculos do corpo humano. Não somente os neurónios dopaminérgicos estão envolvidos, mas outras estruturas produtoras de serotonina, noradrenalina e acetilcolina (o principal transportador da memória) estão envolvidos na génese da doença.

Estudos científicos afirmam que as concentrações de magnésio podem estar reduzidas em pessoas com parkinson no núcleo caudado.

Professor Delbet descobriu que o magnésio era benéfico para uma ampla gama de doenças. Estes incluíram a doença de Parkinson.

Segundo o Dr. Arnoldo Velloso da Costa, “É valida a especulação de que o magnésio exerce uma influência crítica no processo de envelhecimento, sendo então um agente anti envelhecimento. Um estudo experimental revelou o déficit experimental de magnésio correlacionado com a queda de dopamina no núcleo caudado, uma condição regularmente encontrada na doença de Parkinson. É provável que as alterações dos neurotransmissores sejam correlacionadas com distúrbios endócrinos que acompanham o processo senil. A pesquisa corrente tem evidenciado o papel crucial do magnésio como inibidor da excitotoxicidade induzida pelo calcio através do canal NMDA, onde tem importância o glutamato, um neurotransmissor essencial ao processo de aprendizagem, gerador de circuitos neuroniais. Com o declínio da melatonina, após a fase reprodutiva do organismo, instala-se uma fase de desequilíbrio em relação ao glutamato, fase essa associada à geração descompensada do radical hidroxila levando à destruição progressiva das redes neuroniais, sobretudo do hipotálamo. Estas perdas neuroniais, amplamente estudadas em laboratórios, são correlacionadas com as doenças legadas ao envelhecimento: diabetes, doença de Parkinson, câncer, doenças cardíacas, etc. O magnésio e a melatonina partilham da ação antiexcitoxicidade neuronial e morte neuronial exercida pelo cálcio e pelo glutamato, desenvolvendo assim uma manifesta ação antienvelhecimento.”

Do Livro: Magnésio, o Sal da Vida

Relembramos que os resultados que partilhamos no nosso site são acerca do cloreto de magnésio P.A. em sais. Porquê Cloreto de magnésio P.A.? Porque daqui se extrai todas as formas de magnésio que o organismo humano usa nas infinitas ações químicas e biológicas. Outra forma não vai repor o equilíbrio, mas somente restaurar uma carência específica.
Saiba mais informações no seguinte artigo:
http://solucaoperfeita.com/antoniotfernandes/magnesio-sal-da-vida/

Nota:

A informação contida nesta página, não substitui a opinião de um técnico de saúde. Para um acompanhamento mais personalizado contacte as Terapias Online, ou,  Há sempre uma solução perfeita na Casa Escola António Shiva.

Pack de 5 Cloreto de Magnésio P.A. 100g + Oferta de 100g

Óleo de Magnésio

Cloreto de Magnésio para óleo

Loção Shiva

Loção Shiva Canforada

Pack de 10 Cloreto de Magnésio P.A. + Oferta de óleo de magnésio

Pack de 10 Cloreto de Magnésio P.A. + Oferta de loção Shiva

Pack de 10 Cloreto de Magnésio P.A. + Oferta de loção canforada

 

 

Alzheimer e o Magnésio

Alzheimer e o Magnésio

Alzheimer e o Magnésio

 

Alzheimer e o Magnésio

 

A doença de Alzheimer é caracterizada pela crescente perca de memória. Manifesta-se, em geral, em pessoas mais idosas. As pessoas atingidas por esta doença recordam-se facilmente dos acontecimentos do passado longínquo, mas têm dificuldade em recordar-se dos acontecimentos mais recentes. É o que se chama amnésia de fixação, em que o doente esquece os acontecimentos à medida que se produzem por ser incapaz de os fixar.

A perda profunda de sinapses é uma das principais características patológicas associadas com a doença de Alzheimer, causando a debilitação da memória.

Um estudo efectuado por Wei et al. (2014), demonstrou que o magnésio é um fator crítico no controle da densidade/plasticidade da sinapse. Os resultados sugerem que a elevação de magnésio no cérebro exerce efeitos protetores sinápticos substanciais.

Em 2004, Guosong Liu e colegas do MIT ( Instituto de Tecnologia de Massachusetts) descobriram que o magnésio pode ter uma influência positiva na aprendizagem e memória.

“Descobrimos que a elevação de magnésio cerebral levou à melhoria significativa da memória espacial e associativa em ambos os ratos jovens e idosos”, disse Liu, atual diretor do Centro de Aprendizagem e Memória da Universidade de Tsinghua. “(…) estes resultados podem ter um impacto significativo na saúde pública.” Liu é um dos fundadores da Magceutics, uma empresa sediada na Califórnia para o desenvolvimento de medicamentos para prevenção e tratamento do declínio da memória dependente da idade e da doença de Alzheimer.

Ainda, segundo Liu “Metade da população dos países industrializados tem um déficit de magnésio, e que aumenta com o envelhecimento. Se pudermos manter níveis normais, ou mesmo elevados, de magnésio, poderemos ser capazes de diminuir significativamente a perda das funções cognitivas e, talvez, prevenir ou tratar doenças que afetam as funções cognitivas, como, por exemplo, o Mal de Alzheimer”.

Por falta de Magnésio, é gerado um  influxo excessivo de cálcio para células cerebrais, o que após um longo período, gera moléculas de radicais livres que motivam disfunção dessas células e, mais cedo ou mais tarde acabam por eliminá-las. Biliões de neurónios morrem desse fenómeno, e outros biliões ficam gravemente prejudicados. Quando pacientes com mal de Alzheimer são examinados numa necrópsia, sempre há evidencias de intenso acúmulo de cálcio nas células cerebrais.

Para entender os mecanismos moleculares por trás dessa melhoria da memória induzida pelo suplemento de magnésio, os pesquisadores estudaram as mudanças induzidas nas propriedades funcionais e estruturais das sinapses – as conexões entre os neurónios.

Eles descobriram que, em ratos jovens e idosos, o magnésio aumenta a plasticidade entre as sinapses e aumenta a densidade das sinapses no hipocampo, uma região do cérebro crucial para a aprendizagem e para a memória.

Este estudo não apenas destaca a importância de uma dieta diária com uma quantidade adequada de magnésio, como também sugere a utilidade de tratamentos à base de magnésio para a diminuição da memória associada ao envelhecimento, afirmam os pesquisadores.

Relembramos que os resultados que partilhamos no nosso site são acerca do cloreto de magnésio P.A. em sais. Porquê Cloreto de magnésio P.A.? Porque daqui se extrai todas as formas de magnésio que o organismo humano usa nas infinitas ações químicas e biológicas. Outra forma não vai repor o equilíbrio, mas somente restaurar uma carência específica.
Saiba mais informações no seguinte artigo:
http://solucaoperfeita.com/antoniotfernandes/magnesio-sal-da-vida/

Nota:

A informação contida nesta página, não substitui a opinião de um técnico de saúde. Para um acompanhamento mais personalizado contacte as Terapias Online, ou,  Há sempre uma solução perfeita na Casa Escola António Shiva.

Pack de 5 Cloreto de Magnésio P.A. 100g + Oferta de 100g

Óleo de Magnésio

Cloreto de Magnésio para óleo

Loção Shiva

Loção Shiva Canforada

Pack de 10 Cloreto de Magnésio P.A. + Oferta de óleo de magnésio

Pack de 10 Cloreto de Magnésio P.A. + Oferta de loção Shiva

Pack de 10 Cloreto de Magnésio P.A. + Oferta de loção canforada

Pin It on Pinterest

Este site utiliza cookies para melhorar a sua experiência. Ao continuar a navegar no nosso site consente a utilização dos mesmos. Saiba mais sobre os cookies aqui

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close