Magnésio para os Peixes

Magnésio para os Peixes

Magnésio para os Peixes

Adicione algumas (poucas) gotas de cloreto de magnésio na água do aquário: só poderá lhes fazer bem. Atenção à dose, principalmente para os peixes de água doce. Seja muito moderado!

Autora: Marie-France Muller – doutora em Psicologia e Naturopatia
Capítulo 5 – págs 38 a 55 do livro Medicamentos suaves para animais para melhor curá-los e amá-los.
Editor – Jouvence Editions – France
Tradução livre: Nina Rosa Jacob

Magnésio para os Pássaros

Magnésio para os Pássaros

Magnésio para os Pássaros

O tratamento citofilático é um grande recurso na prevenção de doenças. Faça um tratamento de duas ou três semanas nas mudanças de estação ou quando ele lhe parecer doente. De acordo com o tamanho, adicione a dose da solução de cloreto de magnésio diluída em sua água de beber: eles aceitam muito bem. Vigie seus excrementos e diminua a dose em caso de diarréia.

Posologia
– pássaros pequenos (canários, etc.): meia colherinha de café da solução no seu bebedouro cheio de água (podemos acrescentar vitaminas ao mesmo tempo). Para os pequenos passarinhos e as raças muito pequenas, algumas gotas serão suficientes.
– rolinhas, mainás…: uma colher de café da solução para um bebedouro cheio de água.
– papagaios: uma colher de sopa da solução para um bebedouro cheio de água.
Autora: Marie-France Muller – doutora em Psicologia e Naturopatia
Capítulo 5 – págs 38 a 55 do livro Medicamentos suaves para animais para melhor curá-los e amá-los.
Editor – Jouvence Editions – France
Tradução livre: Nina Rosa Jacob

Magnésio para o seu Hamster

Magnésio para o seu Hamster

Magnésio para o seu Hamster

Três a quatro gotas serão suficientes, ministradas com conta-gotas ou misturadas à sua água de beber. Em casos de problemas de pele, podemos também lavar a mesma com um pouco da solução.

Magnésio para os animais

Autora: Marie-France Muller – doutora em Psicologia e Naturopatia
Capítulo 5 – págs 38 a 55 do livro Medicamentos suaves para animais para melhor curá-los e amá-los.
Editor – Jouvence Editions – France
Tradução livre: Nina Rosa Jacob

Magnésio para os galos, galinhas, patos, pombos, rolinhas, etc.

Magnésio para os galos, galinhas, patos, pombos, rolinhas

Magnésio para os galos, galinhas, patos, pombos, rolinhas, etc

É muito fácil tratar nossos amigos de penas dessa maneira, porém o mais simples é evitar que eles fiquem doentes, tendo o hábito de misturar o cloreto de magnésio à sua comida. Esta precaução é ainda mais importante se você consome seus ovos.
Preventivamente: uma dose adaptada ao peso do animal no bebedouro (e também na argila) ou, para maior eficácia, misturada à sua comida.

Curativamente: Trate separadamente o animal doente ministrando-lhe diretamente no bico a dose necessária, ou substitua a água dele pela solução magnesiana.

Difteria aviária, cólera aviária, febre aviária, peste aviária: Uma dose da solução a cada 3 horas (somente durante o dia) até o restabelecimento da saúde.

Pneumonia contagiosa dos frangos: Uma dose da solução a cada duas horas durante o dia até o restabelecimento da saúde.

Diarréia branca, etc.: Substituir a água do bebedouro pela solução de cloreto de magnésio.

Pevide (Pépie): Uma vez retirada a enduração córnea da língua, ministrar imediatamente duas colheres de café da solução: sua galinha voltará imediatamente a comer.

Posologia média geral
– galinha, galo: uma ou duas colheres de café (dependendo do tamanho da ave)
– pato: uma ou duas colheres de sopa
– pombo, rolinha: meia colherinha de café.

Autora: Marie-France Muller – doutora em Psicologia e Naturopatia
Capítulo 5 – págs 38 a 55 do livro Medicamentos suaves para animais para melhor curá-los e amá-los.
Editor – Jouvence Editions – France
Tradução livre: Nina Rosa Jacob

Magnésio para o porquinho da índia e coelho anão

Magnésio para o porquinho da índia e coelho anão

Magnésio para o porquinho da índia e coelho anão

É muito fácil faze-los tomar a solução com um conta-gotas. Uma dezena de gotas são suficientes, de uma a seis vezes por dia. Em casos de infecção grave, não hesite em ministrar uma colher de café duas ou três vezes por dia: não há risco algum de super-dosagem! Como ação preventiva, podemos também banhar os grãos que eles comem com algumas gotas, adicionadas de uma preparação de vitamina C.
Em casos de problemas de pele (sobretudo para coelho anão) ou de conjuntivite, o cloreto de magnésio (assim como a argila) é muito eficaz quando aplicado localmente.

Autora: Marie-France Muller – doutora em Psicologia e Naturopatia
Capítulo 5 – págs 38 a 55 do livro Medicamentos suaves para animais para melhor curá-los e amá-los.
Editor – Jouvence Editions – France
Tradução livre: Nina Rosa Jacob

Magnésio para os Cães


Magnésio para os Cães

Magnésio para os Cães

Em geral é suficiente adicionar ao seu patê ou latinha a dose necessária: ele engolirá tudo gulosamente. Se ele estiver muito doente e se recusar a se alimentar, use o sistema da seringa hipodérmica (sem a agulha, evidentemente!) e injete o líquido em sua garganta pela comisura dos lábios.

Posologia:

– cão pequeno porte ou filhote: uma colher de café ou de sopa (20 a 50 ml) uma a várias vezes ao dia, de acordo com seu tamanho e com a gravidade do caso.

– cão porte médio: um copo (125ml) uma a várias vezes ao dia

– cão porte grande: um copo e meio (180ml) uma a várias vezes ao dia.

Doença do Quadrado (Carré)
Essa doença equivale à poliomielite humana e se cura com o mesmo método. O cloreto de magnésio cura imediatamente a forma óculo-nasal, cura rapidamente as formas digestivas e respiratórias.

Ele cura também a forma nervosa, paralisante, desde que a paralisia não exceda ainda 8 dias. Minha experiência comprovou que, mesmo nesses casos, é possível obter a cura, e, em todos os casos, ocorre uma visível melhora no estado do animal.Ministrar a solução cada 6 horas durante quatro dias, depois cada 8 horas até o restabelecimento total. Em casos muito graves, iniciar por duas doses a cada 2 ou 3 horas.Em casos de urgência, peça ao seu veterinário as injeções intravenosas de cloreto de magnésio Cloreto de magnésio injetável, comercializado em farmácias (laboratório Meram): elas podem salvar a vida do animal.N.B. as ampolas contém 5 g de cloreto de magnésio por 20 ml de soro fisiológico: 1/2 ampola é suficiente para um cão de grande porte, ¼ de ampola para um de pequeno porte. Esta fórmula galênica só se utiliza em situação de grande urgência, como por exemplo em casos declarados de tétano, leucemia aguda, hepatite viral, parvovirose…
A injeção deve ser aplicada por via intravenosa lenta (20 minutos).Piroplasmose
A cura é rápida: ministrar uma dose da solução pela manhã e à noite durante 2 ou 3 dias.Gastro-enterite
Ministrar a solução pela manhã, meio dia e noite, durante 5 dias.
Picada de cobra
Saiba que, nesses caso em particular, o cloreto de magnésio pode salvar seu animal e você: em geral apenas uma dose é suficiente!

Autora: Marie-France Muller – doutora em Psicologia e Naturopatia
Capítulo 5 – págs 38 a 55 do livro Medicamentos suaves para animais para melhor curá-los e amá-los.
Editor – Jouvence Editions – France
Tradução livre: Nina Rosa Jacob

Pin It on Pinterest

Este site utiliza cookies para melhorar a sua experiência. Ao continuar a navegar no nosso site consente a utilização dos mesmos. Saiba mais sobre os cookies aqui

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close