loader image

A Purga dos Pulmões

Os pulmões estão concebidos para expulsar, sobretudo, resíduos gasosos. Qualquer actividade física que provoque um ligeiro ofegar facilita a eliminação desses gases, graças às trocas mais intensas, cuja sede reside, precisamente, nos pulmões; além disso, estas trocas ori­ginam, paralelamente, uma melhor oxigenação dos tecidos.

Este ofegar saudável pode obter-se mediante um passeio, uma corrida, um passeio de bicicleta ou, simplesmente, subindo as escadas a pé. Quando o terreno se encontra sobrecarregado de resíduos e os canais excretores estão cansados, as vias respiratórias servem de saí­das de emergência. O doente começa a expectorar, a cuspir ou a produzir resíduos sólidos: escarros ou aderências.

Algumas plantas medicinais activam esta eliminação e tornam-na mais fácil, fazendo com que os resíduos fiquem mais fluidos.

Eucalipto, entre 1 a 3 comprimidos, 3 vezes ao dia, com água, antes das refeições.

Tomilho (Thymus vulgaris), de 1 a 3 comprimidos ou cápsulas (consoante a marca), com água, antes das refeições.

Tisanas para as vias respiratórias.

Dissolução dos resíduos

A abertura das vias excretoras permite que numerosos resíduos abandonem o organismo. No entanto, alguns deles encontram-se há tanto tempo nos tecidos que se incrustaram. Portanto, é necessário desalojá-los e fazê-los subir a um vaso sanguíneo, para que possam ser conduzidos a uma via excretora. É questão de se aumentarem as trocas entre o sangue e os soros celulares, activando a circulação geral dos líquidos do corpo, para que os resíduos se possam dissolver neles. É, também, possível “queimar” e degradar os resíduos no sítio em que se encontram, aumentando as combustões orgânicas.

 

De: Christopher Vasey

Do livro Compreender as doenças Graves Editorial Estampa Lda.

Registe-se para receber as nossas novidades no seu email.

Não enviamos spam! Leia a nossa política de privacidade para mais informações.

Pin It on Pinterest

Share This