Cisteína e cistina

O aminoácido cisteína é instável e é prontamente convertido em cistina. Como antioxidante, a cistina atua estreitamente com vitamina E e com selénio. A cistina tem sido usada juntamente com ácido pantoténico no tratamento de artrite (tanto osteo como reumatoide) pelo Dr. Eustace Barton Wright em Londres. A cistina também é necessária à utilização de vitamina B6, de acordo com o Dr. William Philpott. Ele recomenda aos pacientes com problemas de utilização da vitamina B6 para tomarem cistina três vezes por dia durante um mês, reduzindo depois a torna a duas vezes diárias.

Tirosina

Se a dieta é deficiente em tirosina. as necessidades de fenilalanina aumentam, visto que a tirosina pode ser sintetizada a partir da fenilalanina.

A tirosina desempenha um papel importante na síntese do neurotransmissor norepinefrina, de acordo com o Dr. Alan J. Gelenberg do Departamento de Psiquiatria. Este aminoácido é importante no controlo da ansiedade e depressão. Uma carência de tirosina resulta numa deficiência do neurotransmissor norepinefrina num local específico do cérebro. O Dr. Gelenberg relatou uma melhoria considerável em dois pacientes cuja depressão não respondia a uma terapia de drogas convencional.

A tirosina pode também fazer disparar enxaquecas, uma vez que se decompõe num produto chamado tiramina em alimentos como a cerveja, o vinho, o queijo velho e o arenque preparado com levedura e vinagre. A eliminação destes alimentos da dieta ajuda muitas vezes a eliminar enxaqueca.

O Dr. Jetfrey S. Rosecan relatou um decréscimo no uso de cocaína em toxicodependentes tratados com triptofânio e tirosina juntamente com uma droga antidepressiva. Catorze dos 25 pacientes que ele tratou com esta combinação de produtos deixaram de usar cocaína completamente, e seis diminuíram o seu uso.

Do livro: Manual Completo de Medicina Natural, de Marcia Starck

Postado por: Isabel Pato

Artigos relacionados

Holler Box

Pin It on Pinterest

Shares
Share This